Gordura no fígado pode evoluir para complicações graves

Esteatose hepática será a maior causa de doença hepática crônica no mundo ocidental, segundo estatísticas

De acordo com recentes estimativas, a gordura no fígado, também conhecida como esteatose hepática, será a maior causa de doença hepática crônica no mundo ocidental,  num futuro próximo, acometendo 17 a 46% dos adultos. Além disso, segundo as projeções, também será a maior causa de transplante hepático no mundo, superando ainda a hepatite C. E com dados tão alarmantes, a pergunta que fica é: por que ainda assim negligenciamos a esteatose?

Talvez o pensamento [..] “ah, meu fígado tem gordura, mas nada demais” [..] simplifique tanto a questão pelo fato de o tratamento ser tão básico: perder peso. Apesar de estudos indicarem benefícios com o uso de medicamentos para a esteatose, como vitamina E, por exemplo, não há nada mais eficaz na limpeza do fígado do que o emagrecimento.

A redução da esteatose hepática, implica também, em uma série de eventos que também levam ao desenvolvimento do diabetes tipo 2. Isso porque o elo comum é a conhecida resistência à insulina.

A resistência à insulina aparece como consequência do ganho de peso, quando o pâncreas fabrica mais insulina na tentativa de controlar a quantidade de glicose no organismo. Essa quantidade de glicose é causada por hábitos tanto sedentários quanto alimentares, considerados inadequados, e com não há a “queima” da glicose, e a consequente  geração de energia no corpo. Com isso, sobra insulina, e o organismo se defende enfraquecendo a insulina….

A consequência à longo prazo é o desenvolvimento de Diabetes tipo 2 e, no fígado, o acúmulo de gordura dentro das células chamadas de hepatócitos.

Erika Onodera/SAÚDE é Vital

Seguindo esse raciocínio, com a perda de peso há a regulamentação do funcionamento do pâncreas, reduzindo o acúmulo de gordura no fígado. Sem o emagrecimento ou até ele o preocupante é o risco de cirrose. Um fígado com gordura é um órgão sobrecarregado, e desse modo pode inflamar (esteato-hepatite ou hepatite por gordura), ou  ainda diante de uma inflamação crônica pode vir a desenvolver fibrose.

Recomendamos para você:  Treinar médicos já não é como antes. Robôs auxiliares choram, sangram, urinam e até dão à luz.

A fibrose é como se fosse uma cicatriz, que dificulta o funcionamento correto do órgão. Com fibrose e mais fibrose… e o processo de cirrose que se instala…  a partir disso a cirrose pode ir deteriorando o fígado, levando-o à falência hepática, e nesse caso, sobra apenas o transplante como alternativa.

O diagnóstico e tratamento da esteatose podem ser realizados por meio de protocolos como de exames de sangue, ressonância magnética para avaliação da quantidade de fibrose e de gordura e até biopsia do fígado.

E no caso de um diagnóstico de esteatose, é importante ficar atento, pois um quadro aparentemente “simples” de acúmulo de gordura pode, em anos, levar a cirrose.

.

.

Com informações minhavida.com

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Somos um blog de informações sobre Saúde, Beleza e Vida Saudável. Nosso objetivo é promover informações relevantes em saúde para a população em geral ter uma melhor qualidade de vida. ❤ ❤
Para isso, temos uma produção própria de conteúdo e contamos com parceiros, profissionais de saúde empresas da área, produtoras de conteúdo. Caso você se identifique com nosso propósito, queira se tornar um parceiro do Raislife Blog,  ter um perfil profissional na nossa página e poder divulgar seus conteúdos de forma GRATUITA, entre em contato conosco pelo email contato@raislife.com. Vamos juntos promover saúde e qualidade de vida para todos. ❤ ❤ ❤ ❤

Receba mais saúde por e-mail.