Atenção: vacinação contra gripe começou na segunda em todo o país!

Intenção do governo é imunizar 54 milhões de pessoas, que pertencem ao grupo mais suscetível a contrair doenças respiratórias.

Na última segunda-feira (23) teve início a campanha nacional de vacinação contra a gripe, e neste ano, a meta de imunização do governo é de 54 milhões de pessoas, que são pertencentes aos grupos prioritários. A campanha foi anunciada pelo Ministério da Saúde no dia 18 de abril, e será encerrada em 1º de junho.

De acordo com o Ministério, a vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe: H1N1, H3N2 e Influenza B.

Grupos preferenciais

Crianças entre 6 meses e 5 anos, e maiores de 60, trabalhadores de saúde, professores, pessoas privadas de liberdade, com necessidades especiais, gestantes, mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias e indígenas fazem parte dos grupos prioritários, mais suscetíveis a contrair doenças respiratórias, e podem se vacinar gratuitamente em postos de saúde.

Além destes, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar, entretanto, mediante apresentação de  prescrição médica.

Dia D

Segundo o Ministério da Saúde, no 12 de maio acontecerá a mobilização nacional, estarão abertos 65 mil postos de vacinação, sendo 37 mil de rotina e 28 mil volantes, com envolvimento de 240 mil pessoas. Também estarão disponíveis, para a mobilização, 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.

As doses adquiridas pelo Ministério da Saúde estão sendo distribuídas desde o dia 09 de abril aos estados, responsáveis pelo repasse aos municípios para a realização da campanha. O total de 17,2 milhões de doses já devem ter sido enviadas aos estados até o último dia 20 (sexta), representando 41% da entrega da campanha. No total, oito remessas de doses foram programadas para o envio até o dia 25 de maio, totalizando 100%.

Recomendamos para você:  Campanha Outubro Rosa: entenda a importância!

Casos da doença

Em 2017 foram registrados um total de 2.691 casos e 498 óbitos por influenza, sendo 394 casos e 66 óbitos por influenza no país. Desse, 25 casos e 7 mortes foram por H1N1, 244 casos e 30 óbitos por H3N2, 81 casos e 24 óbitos por influenza B, e 44 casos e 5 mortes por influenza A não subtipada.

O dados contabilizados em 2018, registrados até o dia 14 deste mês, abril, somam 392 casos de influenza em todo o país, com 62 óbitos. Do total, 190 casos e 33 óbitos foram por H1N1. Em relação ao vírus H3N2, foram registrados 93 casos e 15 óbitos. Ainda foram registrados 62 casos e 6 óbitos por influenza B e os outros 47 casos e 8 óbitos por influenza A não subtipado.

Com informações MinhaVida.com

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários