A cura para o câncer pode estar na prevenção

O câncer é a doença que mais mata hoje no mundo e muitos casos poderiam ser evitados com a prevenção. A detecção prematura ainda é onde mais se tem chance de vencer a doença.

rais-data-saude-cancer-cura-prevencao

O câncer é uma doença silenciosa, que vai atacando o seu corpo e quando dá os primeiros sinais, já está tomando conta de você e ai pode ser tarde demais. Por isso é a doença que mais mata mundialmente com 14 milhões de novos casos e 8,2 milhões de mortes relatadas até 2012.

E se não bastasse, devido à falta de cuidados e hábitos ruins, a tendência é que este número cresça 70 por cento nas próximas duas décadas, podendo chegar a mais de 22 milhões de pessoas atingidas.

A cura para o câncer pode estar na prevenção e na detecção ainda nos estágios antecipados da doença. Mas para isso as pessoas precisam conhecer mais sobre ela e os cuidados que devem ser tomados para prevenir ou trata-la de maneira adequada.

Veja mais: Câncer de próstata.

Conhecendo o câncer

O câncer é uma doença que começa com uma única célula e pode se espalhar pelo corpo por um processo de vários estágios. O termo câncer é um termo genérico para um grupo de várias doenças que tem esta capacidade de se espalhar pelo corpo.

A característica principal é a velocidade com que ela consegue se espalhar pelo corpo, contaminando outras células além dos seus limites iniciais e espalhando estas células anormais por nosso corpo todo como tecidos e órgãos, por um processo final chamado metástase.

Por exemplo, uma pessoa com câncer de mama pode desenvolver câncer no pulmão, não por células cancerígenas do pulmão, mas sim por células cancerosas da mama. Neste caso o tratamento será dado por um médico especialista em mama não em pulmão.

Alguns tipos de câncer têm esta capacidade de se espalhar, que são os cânceres metásticos, ou malignos, e outros ficam mais restritos a um órgão ou tecido. Um câncer benigno pode se transformar em maligno e se espalhar pelo corpo por metástase. Esta é uma das principais causas de morte por câncer atualmente.

Mais de 60% do total de casos novos anuais do mundo ocorrem na África, Ásia e América Central e América do Sul. Estas regiões são responsáveis por 70% das mortes por câncer no mundo.

Quais são os tipos mais comuns de câncer?

O câncer é o líder mundial de morte chegando em 2012 a 8,2 milhões e com perspectivas de aumentar para até 22 milhões nas próximas duas décadas. Os tipos de cânceres que mais matam no mundo hoje são:

. Pulmão (1,59 milhões de mortes)

. Fígado (745 mil mortes)

. Estômago (723 mil mortes)

. Colorretal (694 mil mortes)

. Mama (521 mil mortes)

. Esofágico (400 mil mortes)

Entre os homens, os 5 principais tipos de câncer que mais matam são:  pulmão, próstata, colorretal, estômago e fígado.

Entre as mulheres, o 5 principais são mama, colorretal, pulmão, cervical e estômago.

Cerca de um terço das mortes por câncer são devidos aos 5 principais riscos comportamentais e alimentares: alto índice de massa corporal, baixa ingestão de frutas e legumes, falta de atividade física, tabagismo, uso de álcool.

O uso do tabaco é o fator de risco mais importante para o câncer causando cerca de 20% das mortes por câncer globais e cerca de 70% das mortes no mundo de câncer de pulmão, ou seja, o cigarro não afeta somente o pulmão mas também é responsável por câncer de boca, esôfago entre outros.

Ainda existem os cânceres causados infecções virais, tais como HBV / HCV (hepatite B e C) e HPV (o papiloma vírus humano – um tipo de vírus que pode infectar a pele e as mucosas, sendo que 40 dos 100 tipos podem infectar o trato ano-genital) que são responsáveis por até 20% das mortes por câncer em países de baixa e média renda.

Recomendamos para você:  Estressado demais? Que tal respirar melhor?

Quais são as causas do câncer.

O câncer é uma doença que parte de uma célula e pode se transmitir para várias áreas do corpo por um processo multifásico onde uma das últimas fases é a metástase.

A transformação de uma célula saudável em uma cancerígena pode ter basicamente 3 fatores como causas:

. Genética hereditária;

. Mutações genéticas aleatórias derivadas das divisões celulares normais do corpo;

. Fatores externos como hábitos de vida e ambiente.

Ente os fatores externos, podemos citar os 3 principais causadores de câncer:

. carcinogêneos físicos, tais como raios ultravioleta e radiação ionizante;

. produtos químicos cancerígenos, como o amianto, componentes da fumaça do tabaco, a aflatoxina (um contaminante de alimentos) e arsênio (um contaminante água potável);

. carcinógenos biológicos, tais como infecções de certos vírus, bactérias ou parasitas.

As mutações genéticas aleatórias é o fator crucial de porque as chances de contrair a doença aumentam com a idade. Com o passar do tempo, o organismo perde a capacidade de reparar os tecidos danificados, o que ele faz através do processo de divisão celular.

Perdendo esta capacidade, no momento da divisão celular pode sair algum defeito (as mutações) e então ter origem algum tipo de câncer.

Veja mais: Câncer: Mutações genéticas aleatórias é a principal causa da maioria dos tipos

A cura do câncer pode estar na prevenção

Para o controle da doença, a organização mundial de saúde trabalha basicamente com 3 frentes principais:

. A prevenção, com informação sobre a doença e suas causas;

. A detecção nos estágios iniciais da doença, onde as chances de cura são extremamente altas;

. Gerenciamento e tratamento dos pacientes que já possuem a doença em estágios avançados.

Na verdade, grande parte dos tipos de cânceres têm cura se detectados nas fases iniciais e tratado adequadamente. O principal desafio na cura do câncer é conseguir salvar as pessoas que já se encontram em estágios avançados da doença.

Para isso ainda muito esforço precisa ser colocado principalmente porque os tratamentos atuais não atacam somente as células cancerosas, mas também as células saudáveis.

Enquanto a cura definitiva não vem, podemos mudar alguns comportamentos para diminuir ao máximo a chance desta doença se manifestar.

Veja mais: Nova descoberta dá um grande passo para a cura do Câncer

Fatores de risco para o câncer

Mais de 30% dos casos de câncer poderiam ser evitados com hábitos e comportamentos como também, ainda não se consegue comprovar mas há uma enorme possibilidade de que essas modificações genéticas aleatórias também possam ser influenciadas por um estilo de vida mais saudável.

Comportamentos como o fumo, o consumo de bebidas alcóolicas, não praticar exercícios físicos na quantidade certa e algumas infecções por vírus são os principais fatores que causam mortes por câncer.

A infecção por vírus aumenta a relevância em se tratando de países com baixa e média renda. A Hepatite B (HBV), hepatite C (HCV) e alguns tipos de papiloma vírus humano (HPV) aumentam a probabilidade de câncer no fígado (HBV/ HCV) e cervical (HPV) assim como o HIV também aumenta o risco de câncer cervical.

Recomendamos para você:  Nutrientes que trabalham em pares

Assim, a mudança de hábitos e comportamentos é um fator muito importante na luta contra o câncer.

Hábitos e comportamentos para prevenção do câncer

Alguns hábitos e comportamentos simples estão relacionados a 30% dos casos de cânceres mundiais, sendo que este número pode ser ainda maior. Veja alguns deles:

. Não consumir o cigarro, que é causador além do câncer de pulmão, de outros tipos como garganta e boca;

. Não ficar obeso ou acima do peso, o que aumenta o risco de câncer e também de doenças cardíacas e vasculares;

. Consumir uma dieta saudável, rica em frutas e vegetais, além de gorduras boas, uma boa pedida para a dieta mediterrânea;

rais-data-saude-dieta-mediterranea-header-Med-diet

A dieta tem um fator fundamental não somente na prevenção do câncer, mas também na prevenção de outras doenças como a cardíaca e vasculares.

. Praticar atividades físicas regularmente, e não precisa ser muito. Na verdade atividade física demais pode até ser prejudicial para a saúde. A OMS recomenda aproximadamente 150 minutos semanais de atividade física moderada;

Veja mais: Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come! Correr demais também não é bom.

. Não ingerir bebidas alcoólicas, O álcool geralmente é relacionado com o câncer de fígado, mas também tem relação com o câncer de boca e orofaringe, faringe, laringe, esôfago, colorretal, mama e pâncreas;

. Não tomar sol em excesso (na quantidade certa pode até ajudar), Sol em excesso pode causar câncer de pele devido aos raios UV. Mas na quantidade certa, estimula a produção da vitamina D, que já foi correlacionada na prevenção de cânceres como o de esôfago, vesícula biliar, de ovário e de pâncreas, leucemia linfocítica crónica, câncer de cabeça e pescoço, carcinoma hepatocelular e câncer colorretal além de ajudar a diminuir o avanço da doença.

. Diminuir a exposição a radiação ionizante, ocupacional ou diagnóstico médico por imagem;

. Usar preservativos e ter uma vida sexual mais seletiva, o que pode prevenir as Hepatites e também o HIV e o HPV. Saber quem é seu parceiro ou parceira ajuda muito mas não garante. Sempre use preservativos nas relações sexuais e tente ao máximo se relacionar com pessoas de hábitos saudáveis;

. Tomar as vacinas contra o HPV e a as Hepatites A e B;

. Evitar lugares com muita poluição e também fumaças de qualquer natureza (principalmente de combustíveis sólidos) em ambientes fechados, mas também evitar em lugares aberto. Colocar fogo em restos de lixo no quintal é um hábito simples que pode fazer muito mal para sua saúde e de seus vizinhos.

. Medidas de controles de riscos ocupacionais, uma vez que a locomoção para novos territórios pode transmitir algumas doenças que futuramente podem acarretar em cânceres.

. Meditar, Alguns estudos mostram melhoria na recuperação de pacientes com câncer se comparados com pacientes que não meditam.

Dentre estes hábitos, podemos destacar o cigarro que é o causador de 20% das mortes gerais por câncer e por 70% das mortes por câncer de pulmão. Em países de baixa renda, 20% das mortes são causadas por infecção de HBV e HPV principalmente pela falta de cuidado com as relações sexuais e de higiene hospitalar e médica.

fumar-cancer

O cigarro é a principal causa de câncer, está presente em 20% de todos os tipos e em 70% dos cânceres de pulmão.

Detectar o câncer o mais cedo possível é uma excelente forma de combate a doença

A mortalidade do câncer pode ser diminuída com a mudança de hábitos (cerca de 30%) e também com a detecção antecipada da doença, ainda em suas fases iniciais. As maneiras de detecção antecipada são:

Recomendamos para você:  Campanha Fique Sabendo faz teste rápido de DST’s Gratuito.

Diagnóstico Prematuro:

Para facilitar este diagnóstico é muito importante conhecer os sintomas de cada tipo de câncer. Cânceres como o de pele, cervical, mama, colorretal e oral são mais facilmente identificados pela própria pessoa. Sempre que notar algo de errado como manchas na pele, dores, ou nódulos nas mamas procure um médico para o diagnóstico. Quanto mais cedo ele for feito, maior é a chance de recuperação.

Escaneamentos:

Este método tenta identificar e diagnosticar câncer em indivíduos com anormalidades. Alguns exemplos de métodos de escaneamento são:

. Inspeção visual com ácido acético para câncer cervical;

. Teste de HPV para câncer cervical;

. Teste de citologia PAP para câncer cervical;

. Mamografia para câncer de mama;

Alguns cânceres como o de mama, cervical, oral e colorretal possuem uma alta taxa de recuperação se diagnosticado prematuro e tratado adequadamente.

Outros tipos mesmo com o diagnóstico tardio, ainda possuem altas taxas de recuperação como as leucemias e linfomas em crianças e o seminoma testicular.

Veja mais: Hábitos saudáveis podem prevenir 4 em cada 10 tipos de câncer

O Tratamento é mais efetivo quando a doença é diagnosticada prematuramente

O diagnóstico correto para a doença é fundamental para a efetividade do tratamento, uma vez que cada tipo de câncer exige cuidados específicos.

Alguns dos procedimentos podem incluir radioterapia, quimioterapia ou ainda cirurgia para remoção da área afetada. A escolha de um ou mais tratamentos irá depender do tipo e estágio da doença.

O principal objetivo dos tratamentos são prolongar a vida do paciente, seja eliminando completamente a doença e/ou proporcionando uma melhor qualidade de vida para os pacientes. Por isso ainda existem as medidas paliativas ou suportativas bem como os tratamentos psicológicos.

Medidas paliativas são adotadas em casos graves, onde o paciente possui poucas ou nenhuma chance de se recuperar. O objetivo destes tratamentos é reduzir os sintomas causados pela doença.

Em 90% dos casos os pacientes conseguem conforto físico, mental e espiritual com este tipo de tratamento. Eles são baseados em deixar o paciente em casa, com a família e também as vezes pode ser administrado morfina para a dor, que atinge quase 80% dos pacientes em estado terminal.

O tratamento da doença tem se mostrado cada vez mais efetivo, principalmente quando diagnosticado prematuramente e tomados os procedimentos adequados.

O fator psicológico pode ser um diferencial nessa difícil luta contra o câncer

Para vencer o câncer e encontrar a cura, independente de todos os cuidados aqui apresentados, a pessoa precisa querer e muito.

Ela precisa encarar o fato de estar com a doença como uma guerra ou um projeto que precisa ser vencido. O processo de cura irá, mesmo nos casos diagnosticados com antecedência, demandar muito da pessoa doente.

Ao descobrir a doença ela precisa encarar a jornada de luta contra o câncer assim como um atleta se prepara para uma luta ou um jogo: Cada dia é dia de superação.

Por isso ela precisa estar disposta a vencer a doença. E isso é possível. Cada vez mais os tratamentos têm sido efetivos quando realizado da maneira certa.

Porém ainda o câncer é a doença que mais mata hoje no mundo e as perspectivas é que isso se agrave pelo fato de mais pessoas contraírem a doença e realizarem os tratamentos adequados, se entregando e deixando a doença vencer.

Veja mais: O câncer de próstata e a sua nova graduação.

Todos nós juntos podemos evitar este quadro, tomando atitudes de prevenção, diagnóstico prematuro e tratamento adequado e lutando até o fim.

A luta contra o câncer continua, e nós vamos conseguir vencê-la.

rais-data-saude-cancer-cura-prevencao-texto

O câncer é uma doença que pode ser vencida. Precisa de muita força, garra e disposição!

 Consultas:

  1. Organização Mundial de Saúde
  1. Inca

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários