contato@raislife.com

Confira o que há de novo por aqui.

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Siga no instagram

Raislife

@raislifecom
Viva saudável em todos os sentidos da vida
Vida | Saúde | Negócios

Envie uma mensagem para o nosso WhatsApp para contato e parcerias.

cursos

Curta no face

Descubra 3 maneiras de tratar a mordida quebrada de seu filho

A mordida quebrada é uma grande preocupação não apenas estética, mas também de saúde: dentes e maxilares desajustados podem originar dores de cabeça, desgaste dos dentes e problemas de autoestima. 

No caso, a mordida quebrada – ou maloclusão – é uma condição dos dentes que é diagnosticada pelos dentistas como o desalinhamento entre os dentes inferiores e superiores. 

O seu tratamento principal é o aparelho ortodôntico, que resolve a questão da mordida, e, depois de retirado, pode-se optar por outros procedimentos estéticos, como o clareamento a laser

Como uma questão de saúde, é importante seu tratamento para a garantia de uma saúde bucal e um sorriso satisfatório para seu filho.

Tipos de mordida e o que é a maloclusão

As mordidas – posição dos dentes inferiores em relação aos superiores – podem ser variadas. Existem alguns principais tipos:

  • Mordida correta;
  • Mordida aberta e 
  • Mordida cruzada, ou quebrada. 

A primeira consiste no alinhamento entre os dentes do maxilar inferior e superior: o encaixe é correto e tem a arcada dentária superior se encaixando pouco à frente da inferior. 

Ela pode ser alterada com hábitos danosos, como o chupar de dedos na infância ou a utilização de chupetas. 

Já a mordida aberta consiste na ausência de contato, em algum ponto, da arcada superior e inferior. 

Ela pode ser concomitante com a chamada mordida cruzada e pode surgir da interposição lingual nos dentes, hábito de roer unhas e mastigar objetos como canetas, ou advir de fatores genéticos.

Por outro lado, a mordida cruzada, maloclusão,  se origina também de fatores genéticos e funcionais; pode advir de anomalias ósseas, de hábitos prejudiciais ou de permanência prolongada dos dentes de leite. 

Resumidamente, as causas de uma mordida quebrada podem ser:

  • Diferença prejudicial entre o tamanho dos dentes e da mandíbula;
  • Hábitos infantis prejudiciais como o uso da chupeta e
  • Problemas com o despontar dos dentes, tal qual a perda prematura. 
Recomendamos para você:  Fumante? Cuidados que você deve ter com seus dentes

Segundo portais e profissionais de saúde, a maloclusão pode vir a “prejudicar o desenvolvimento dos ossos da face, nos casos de crianças e adolescentes”. 

Além disso, há o prejuízo estético, que piora a autoestima do paciente, bem como eventuais dores de cabeça e desgastes danosos aos dentes. 

Como identificar a mordida quebrada?

Há alguns sintomas que podem ser averiguados no seu filho para mapear se há um problema de mandíbula e adereçar a ele além da verificação visual, sendo alguns:

  • Dor de cabeça e mandíbula;
  • Respiração bucal;
  • Zumbido nos ouvidos e 
  • Dificuldade na pronúncia e fonética.

Para isso, os pais podem seguir as seguintes indicações e averiguar, passo-a-passo, a situação do filho:

  1. Verificar se há incorreção no fechamento da boca;
  2. Atentar-se ao encaixe dos dentes;
  3. Checar dores de cabeça, de maxilar ou no rosto e
  4. Ir ao dentista especialista para avaliar o caso.

Em todo caso, é imprescindível a visita ao consultório e o levantamento de todas essas informações para deixar ciente o dentista do panorama geral. 

Dessa forma, ele poderá prosseguir com o tratamento da maneira mais adequada possível. 

Como corrigir a mordida quebrada?

A mordida cruzada pode ser corrigida por três principais métodos:

  1. Aparelho ortodôntico. 

O aparelho serve tanto a adultos como crianças e se ocupará do trabalho de alinhar as arcadas dentárias. O tratamento costuma durar de 2 a 3 anos e tem custo médio. Quanto mais cedo iniciado, melhor para o ajuste da mandíbula. 

Nesse caso, há inúmeras opções no mercado, como o aparelho invisível, que é esteticamente preferível. 

No entanto, tudo depende de caso a caso, e, geralmente, serão utilizados elásticos e outros acessórios para acelerar o movimento dos dentes. 

Além disso, há o aparelho de porcelana, bem como o de metal;  por isso, é bom levar dúvidas para um especialista, que direcionará a colocação deste e o acompanhamento do paciente até a normalização. 

Recomendamos para você:  Entenda o papel da odontopediatria na saúde bucal do adolescente.

Vale também considerar o uso do aparelho móvel transparente, que é uma opção estética para depois do tratamento. 

  1. Expansor palatino.

O expansor alarga as mandíbulas, se esse for o fator de complicação, de forma a proporcionar um melhor encaixe dos dentes. Seu uso é temporário e é definido por um profissional da ortodontia. 

  1. Cirurgia. 

Em casos extremos, o profissional ou os pais podem requisitar uma cirurgia; ela geralmente é aplicada em pacientes adultos, que apresentam dificuldades na correção da mordida por terem sua disposição óssea já consolidada. 

Além desses métodos, há outros, que dependem do caso para serem implementados. Vale também pesquisar sobre os seguintes tratamentos:

  • Extração de dentes;
  • Restauração dentária e
  • Aparelho de tração bucal. 

Depois de tratada a mordida cruzada, pode-se optar pela colocação de faceta dental por fins estéticos e de consultas periódicas para a manutenção do resultado. 

Dessa forma, seu filho terá a mordida progressivamente ajustada e poderá gozar de uma saúde maior e autoestima mais consolidada. 

Por isso, recorrer ao tratamento nos anos iniciais é essencial para um bom tratamento. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

O que achou deste conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Also published on Medium.

comente o que achou do conteúdo

Compartilhe