Fechar Anúncio X

Entenda o papel da odontopediatria na saúde bucal do adolescente.

A higiene e saúde bucal são importantes em todas as etapas da vida, mas é na infância que se iniciam os bons hábitos.

A higiene e saúde bucal são importantes em todas as etapas da vida, mas é na infância que se iniciam os bons hábitos.

Uma criança que tem a rotina de escovar os dentes antes de dormir, levará isso para sua adolescência e fase adulta; mas se esse costume não for criado desde cedo, não será uma tarefa tão fácil de se conquistar no futuro.

Com isso, cuidar da saúde bucal não se torna uma tarefa fácil, principalmente em crianças e adolescentes. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como a negligência que pode surgir na rotina do jovem.

Por isso, de modo a contribuir com tratamentos e orientações adequadas, existe uma área específica para esse público, a odontopediatria.

O odontopediatra possui técnicas e uma equipe pronta para atender crianças e adolescentes. Afinal, é importante que desde pequeno o paciente se sinta seguro e entenda a importância de frequentar um dentista.

Já na adolescência, o profissional irá auxiliar não só na saúde bucal, mas também na identificação de problemas que podem ocorrer nessa fase e que podem ser percebidos por meio dos dentes, como distúrbios alimentares e até uso de drogas.

O dentista especializado em adolescentes terá mais cuidado e maior percepção que um profissional que atende um público.

Afinal o profissional passou por uma especialização focada nos problemas dessa faixa etária e nas formas de atendimento para esse público.

Mesmo que o dentista saiba os mesmo procedimentos e técnicas, o odontopediatra está mais preparado e será mais paciente na hora de atender uma criança que possui medo de dentista, por exemplo.

Esse é um cuidado que merece ser valorizado e pensado na hora de escolher o profissional que cuidará da saúde dentária do seu filho.

Recomendamos para você:  Você sabe um pouco sobre essas MANCHINHAS ?

Problemas dentários na adolescência

Alguns problemas dentais podem ser mais comuns na adolescência, como as cáries, mau hálito e a gengivite crônica, que pode ser desenvolvida devido às mudanças hormonais.

A fluorose é outro problema comum, e consiste no acúmulo de flúor que gera manchinhas brancas nos dentes. Por fim, a disfunção temporomandibular é outra patologia que pode surgir nesta fase.

Esses problemas podem gerar dor, problemas na mastigação e infecções e dependendo do grau de dor causada, poderá afetar a vida social e escolar do jovem.

É importante analisar se há algum hábito que pode estar causando esses problemas, como morder tampas de canetas ou ranger os dentes, que causam disfunção e dor na mandíbula.

A falta de higiene é outro agravante que pode amarelar os dentes e causar mau hálito.

No caso das manchas, elas podem ser resolvidas com clareamento dental com moldeira e a vantagem do tratamento é que pode ser feito tanto no consultório quanto em casa.

Contudo, apesar disso, é importante que a origem desses problemas sejam identificados.

Cuidados

O principal cuidado é a higiene bucal correta, escovando os dentes três vezes ao dia e utilizando fio dental.

Se o adolescente tiver esse hábito desde criança será mais fácil o tratamento, caso contrário, é necessário que os pais o auxiliem.

Para problemas mais sérios, como gengivite e cáries, é preciso ter o auxílio de um dentista que irá orientar a família e encontrar as melhores opções de tratamento.

Os problemas odontológicos também podem ser causados por costumes ruins, nesses casos é essencial mudar esses hábitos, se não o tratamento irá durar apenas por um período e logo após o problema ocorrerá novamente.

Não seguir as orientações de forma correta é muito prejudicial, pois podem levar – inclusive – a perda dentária.

Recomendamos para você:  Dicas para o TAF - Barra Fixa

Nesse caso, a prótese sobre implante dentario pode ser feita.

Na prática, esse tratamento consiste na colocação da prótese na estrutura dental, geralmente no osso maxilar.

O procedimento deve ser feito para recuperar a funcionalidade da mastigação, mas sua realização consiste em um tratamento estético, por estar relacionado à recuperação do bem-estar e autoestima do paciente.

Assim, caso haja a necessidade de realizar o implante, é importante verificar com o consultório ou seu convênio os protocolos necessários e qual é o implante dentário preço médio.

Após a consulta com o dentista, é essencial que a família siga as orientações e dê continuidade no tratamento.

O exemplo é o modo mais fácil de se ensinar, então mostre para as crianças e adolescentes da sua casa como deve ser a higiene bucal e sempre lembre-as de fazer.

O período da adolescência é uma fase muito conturbada para muitos jovens, pois há diversas mudanças Por isso eles precisam de apoio e acompanhamento.

São inúmeras as áreas que precisam de atenção durante essa idade e a saúde bucal é uma delas, não devendo ser negligenciada.

Assim, com as visitas de rotina e os cuidados necessários, a saúde bucal será ampliada e, futuramente, o jovem poderá realizar os procedimentos conforme a necessidade e desejo, como é o caso da lente de contato de dente, ampliando a auto estima e bem-estar do paciente.

Por isso, encontre odontopediatras de confiança e que o jovem se identifique, pois assim os tratamentos bucais serão mais tranquilos e haverá uma adesão maior.

Muitos problemas de saúde podem se desenvolver a partir da falta de cuidado com os dentes e na juventude com a introdução de novos hábitos que podem ser prejudiciais.

Assim, é preciso ficar de olho e não deixar que a higiene bucal seja esquecida pelo adolescente.

Recomendamos para você:  Fumante? Cuidados que você deve ter com seus dentes

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.


Also published on Medium.

Segredos para uma vida longa Dr. Victor Sorrentino

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Receba mais saúde por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: