Hipotireoidismo: diagnóstico e tratamento

Trouxemos para você um resumão sobre Hipotireoidismo! Ah... e no final desse texto,temos uma surpresa para você.

19/03/2019

O hipotireoidismo é definido como um estado clínico resultante de quantidade insuficiente de hormônios circulantes da tireoide para suprir uma função orgânica normal.

As principais etiologias para o hipotireoidismo primário são: doença autoimune de tireoide, também denominada de tireoidite de Hashimoto (caracterizada pela presença de auto anticorpos), deficiência de iodo, redução do tecido tireoidiano por iodo radioativo ou por cirurgia usada no tratamento de Doença de Graves ou do câncer de tireoide.

Raramente a etiologia é devido a doença infiltrativa ou infecciosa da tireoide.

É profissional de saúde e quer conhecer um paciente com Hipotireoidismo e colocar esse conteúdo em prática?

Acesse: www.paciente360.com.br e tenha essa oportunidade! 

O Hipotireoidismo mostra sua cara.

Nos estágios iniciais da doença, os sintomas podem ser inespecíficos, como: mialgia, artralgia, câimbras, pele seca, dores de cabeça e menorragia. Unhas quebradiças, cabelos mais finos, palidez e sintomas do túnel do carpo também podem aparecer. Quando o hipotireoidismo se torna mais acentuado, pode ser evidenciado edema periférico, constipação, dispneia e ganho de peso.

Outras manifestações incluem edema pericárdico, ascite, audição diminuída, hipertensão diastólica.

Quando o hipotireoidismo é primário, pode ocorrer, em estágios mais avançados da doença. Sintomas psiquiátricos podem se manifestar: depressão, demência, mudança de personalidade e, raramente, franca psicose.

A anemia pode ocorrer por deficiência de ferro em razão da menorragia. Dislipidemia tem sido descrita e pode contribuir para acelerada aterosclerose.

Como é diagnosticado o Hipotireoidismo?

O diagnóstico envolve parâmetros clínicos (sinais e sintomas), inespecíficos, mas que juntos elevam a probabilidade pré-teste do exame laboratorial.

O exame que deve ser utilizado para estabelecer o diagnóstico de hipotireoidismo primário é o hormônio tireoide estimulante (TSH). Deve-se escolher o método de TSH com sensibilidade funcional= 0,02 mIU/ml.

Recomendamos para você:  Curso ACLS em todo o Brasil com a ACTIVE

Adicionalmente ao TSH podem ser solicitados T4 livre, T4 total, Auto anticorpos tireoidianos – antiperoxidase; a ultrassonografia deve ser solicitada sempre que for palpado um nódulo. No geral, o TSH é o exame diagnóstico mais sensível para detectar hipotireoidismo subclínico (TSH anormal associado a um T4 livre normal, desde que o eixo hipotálamo/hipofisário esteja intacto).

Para tratar o Hipotireoidismo, é necessário…

O tratamento correto da patologia com levotiroxina, hormônio tireoidiano, recupera as funções do paciente, assim como normaliza demais comorbidades advindas da falência glandular.

Em pacientes com hipotireoidismo primário, o nível do TSH deve ser diminuído para o meio do limite de normalidade.

A dose média de levotiroxina requerida para adultos é aproximadamente de 1,0 a 1,7g/kg. O TSH sérico deve ser avaliado após seis semanas para indicar necessidade de ajuste de dose.

No tratamento do hipotireoidismo central, o objetivo é atingir uma concentração normal de T4 livre. Após atingir a dose ideal, os hormônios tireoidianos devem ser solicitados a cada seis ou 12 meses.

A levotiroxina deve ser tomada em jejum e pelo menos com quatro horas de diferença entre a tomada de outras medicações ou vitaminas.

É profissional de saúde e quer conhecer um paciente com Hipotireoidismo e colocar esse conteúdo em prática?

Acesse: www.paciente360.com.br e tenha essa oportunidade! 

Texto publicado originalmente no blog Paciente 360. Direitos autorais reservados a Paciente 360

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários