Pressão arterial: Entenda os números

Quanto é um valor bom de pressão arterial? 120/80 é o que? E se a minha estiver em 140/80, tem perigo? Entenda os valores e o que está por trás dos números.

Fabiano Teodoro

28/01/2015

rais-data-saude-relaxamento-pressao-alta-valoresheader-header
Tempo de Leitura: 13 minutos

Você já entendeu porque é importante manter a pressão arterial sobre controle e os riscos da pressão alta. Viu também que se você estiver estressado demais uma maneira de controlar a pressão e o estresse é utilizando a respiração. E ainda viu algumas técnicas de respiração como a respiração profunda ou mesmo  a resposta ao relaxamento do Dr. Herbert Benson de Harvard.

Dessa história toda você já consegue ver o quão importante é a respiração, alimentação (até comentamos aqui um bom tempo sobre a dieta mediterrânea e seus benefícios) e atividades físicas para manter a pressão arterial sobre controle e que técnicas como Yoga ou mesmo a meditação também podem ajudar neste processo.

Agora para controlar a pressão ainda está faltando entender quanto é uma pressão boa e quais as implicações quando os números não estão lá essas coisas.

Veja Também:

Como é feita a medida de pressão arterial?

A medida da pressão arterial é feita através de aparelhos que podem ser digitais ou analógicos. Hoje já existe uma gama de dispositivos e até softwares para celulares que fazem esta medida, ainda com menos acuracidade, mas fazem.

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

Aparelho digita de medição da pressão arterial (neste caso ele está mostrando também os batimentos cardíacos, o 79 que você está vendo por último, embaixo)

Quando medimos a pressão sanguínea temos dois números: um número maior, que vem primeiro acompanhado de um número menor.

O maior é o dá sístole,

que é quando o coração bombeia o sangue para todo o corpo. Este sangue é chamado de sangue arterial pois ele sai do coração pelas artérias para nutrir o nosso corpo.

O segundo e menor é o da diástole,

quando o coração relaxa entre os batimentos cardíacos, deixando novo sangue entrar para ser bombeado novamente. Este sangue é chamado de venoso pois chega ao coração através das veias.

Os valores são medidos em mmHg,

quer dizer milímetros de Mercúrio. Esta é a forma que o aparelho utiliza para fazer a leitura da sua pressão arterial.

Ele basicamente acompanha a dilatação do mercúrio para entender quanto é a pressão do seu corpo.

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

Valores da pressão: 120 por 80.

Se você ver os números da figura do lado como a sua pressão, você vai dizer que está com uma pressão de “cento e vinte por oitenta”. Este número representa uma pressão normal, que pode ser apresentado também como (120/80 mmHg)

Geralmente o valor da pressão sistólica é o mais importante, principalmente para pessoas com 50 anos ou mais. Eles apresentam um aumento neste número, pois as artérias já estão mais danificadas ou com muitas placas instaladas, aumentando os riscos de doenças cardíacas e vasculares.

Quais são os valores considerados normais para a pressão arterial?

A Associação americana do coração definiu os valores e as ações conforme os valores em 5 estágios de pressão arterial conforme a figura abaixo:

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

Tabelas de valores de pressão segundo a Associação Americana do Coração

Quando você for medir a pressão arterial, pode ser que uma medida pelo menos dê muito alta.

Os valores variam muito dependendo da postura, exercícios, estresse ou sono, então se caso uma medida dê alta, o médico irá tentar outra vez.

Se isso se repetir ele ainda irá te monitorar por algum tempo antes de te diagnosticar com pressão alta. Você irá para casa um aparelhinho que irá fazer a leitura de tempos em tempos para ter certeza do diagnóstico.

Recomendamos para você:  O câncer de próstata e a sua nova graduação.

Uma pressão considerada normal

é quando está abaixo de 120/80 mm Hg nos dois valores, tanto na diastólica quanto na sistólica.

Se somente um der abaixo, pode ter algo de errado e deve ser investigado.

Apenas uma medida alta não necessariamente quer dizer que você possui pressão alta.

Mas se a pressão se manter constante por exemplo em 140/90 mm Hg (ou chegar em 140 ou chegar em 90, tanto faz) o médico com certeza irá te indicar um tratamento de redução de batimentos cardíacos, seja com mudança de hábitos como alimentação,  redução de estresse e atividade física, seja com o uso de medicamentos.

Se você alcançar ou superar os níveis de 180 mmHg para a sistólica ou 110mm Hg para a diastólica, mesmo depois de esperar alguns instantes esta medida se repetir, você deve se dirigir imediatamente ao pronto socorro pois você está tendo uma crise de hipertensão.

Como eu identifico uma crise de hipertensão e o que eu faço se estiver tendo uma?

A crise de hipertensão geralmente acontece com o aumento repentino da pressão arterial, mas sem danos aos órgãos internos. Alguns sintomas são:

. Dores de cabeça severas

. Dificuldade para respirar

. Ansiedade muito alta

. Sangramento no nariz

Esta crise pode ser controlada somente com medicação e ter a recuperação rápida, sem precisar de internação, porém a identificação do estado de crise deve ser rápida.

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

A pressão sanguínea muito alta pode ter consequências graves. Por isso procure ajuda rapidamente.

Se você tem estes sintomas, faça uma medição o mais rápido possível e se comprovada o estado de crise, com pressão arterial maior do que 180/110 mmHg, procure tratamento urgentemente.

Agora ainda pode ocorrer uma emergência de pressão alta, que é quando ocorre danos nos órgãos internos.

Geralmente a pressão excede 180mm Hg para a sistólica ou 120mmHg para a diastólica, mas pode ocorrer com pressões até menores em alguns pacientes.

Quais as consequências de uma pressão arterial muito alta?

As consequências aqui são mais graves e podem acarretar:

. AVC’s ou derrames;

. Perda de consciência ou memória;

. Ataque cardíaco;

. Danos nos olhos ou nos rins, podendo até perder a função dos rins;

. A dissecção da aorta (principal artéria do corpo humano);

. Angina (dor no peito instável);

. Edema pulmonar (líquidos nos pulmões);

. Eclampsia (convulsões e outros sintomas).

Se você está sentindo estes sintomas como dor no peito forte e dificuldade de respirar, não espere para medir a pressão, vá imediatamente ao pronto socorro mais próximo e procure auxílio médico.

E se minha pressão estiver baixa demais?

Para pressão baixa, não existe um número específico recomendado. Um valor de referência é de 90 mmHg x 60 mmHg ( 9/6) ou inferior a isso. Porém, dependendo das condições, quanto mais baixo melhor. Desde que não se manifeste alguns sintomas indesejados, tais como:

. Tonturas ou dores de cabeça por causa da luz;

. Desmaios;

. Desidratação ou uma sede não usual;

. Perda da concentração;

. Visão embaçada ou borrada;

. Náuseas;

. Pele fria e pálida;

. Respiração rápida e curta;

. Fadiga e depressão;

Se nenhum destes sintomas se manifestou então não tem com o que se preocupar.

Mas se sua pressão geralmente era alta e agora está extremamente baixa ou se você está sentido estes sintomas, você precisa procurar um médico para diagnóstico mais preciso.

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

A pressão baixa é normal, desde que não tenha sintomas indesejados como tonturas, desmaios e outros.

Algumas das principais causas conhecidas da pressão baixa são:

. Tempos prolongados de descanso na cama;

Recomendamos para você:  Remédio pra criança é com seringa, mesmo via oral

. Gravidez, aproximadamente perto da semana 24;

. Diminuição severa do volume do sangue, que pode ser causada pela desidratação, traumas ou sangramentos severos externos ou internos;

. Alguns medicamentos, incluindo diuréticos e outras drogas que tratam a hipertensão; medicamentos para o coração, tais como beta-bloqueadores; fármacos para a doença de Parkinson; antidepressivos tricíclicos; medicamentos para a disfunção erétil, particularmente em associação com nitroglicerina; narcóticos e álcool. Outros medicamentos tomados por conta própria podem causar diminuição da pressão arterial quando tomados em combinação com medicamentos para hipertensão;

. Problemas do coração como bradicardia que é o ritmo do coração mais desacelerado, problemas nas válvulas cardíacas, ataque do coração ou falhas do coração.

. Problemas endócrinos como atividade reduzida da tiroide (hipotireoidismo), doenças da paratireoide, insuficiência adrenal (doença de Addison), açúcar baixo no sangue e, em alguns casos, a diabetes.

. Infecção severa quando bactérias que estão nos pulmões, abdome ou no trato urinário invadem a corrente sanguínea de produzem toxinas que podem afetar as veias.

. Choque anafilático, que é uma reação alérgica às vezes fatal, que pode ocorrer em pessoas que são altamente sensíveis a algumas drogas como a penicilina, a certos alimentos como amendoim, ou a picadas de abelha ou vespa. Este tipo de choque é caracterizado por problemas respiratórios, urticária, coceira, a garganta inchada e uma súbita e dramática queda da pressão arterial.

. Hipotensão Neuronal mediada, levando a sintomas como tonturas, náuseas e desmaios. Essa condição afeta principalmente os jovens e ocorre devido a uma falha de comunicação entre o coração e o cérebro.

. Deficiências nutricionais como a falta de vitaminas essenciais B-12 e ácido fólico, que pode causar anemia e consequentemente a pressão arterial baixa.

Outras causas podem dar origem a pressão baixa:

Ainda a pressão baixa pode ser indício de desordens no coração, endócrinas ou neurológicas. Ou então, pode ser indício de que o cérebro ou outros órgãos vitais não estão recebendo oxigênio suficiente para suprir nosso organismo.

Novamente, uma única leitura de pressão baixa não é indicativo para desespero, se você não está tendo sintomas mais graves.

Porém, uma queda repentina do valor da pressão arterial, até mesmo uma mudança de apenas 20 mm Hg, pode causar tonturas ou desmaios.

Às vezes, uma rápida diminuição da pressão arterial pode indicar um problema subjacente, tais como, hemorragia descontrolada, infecções graves, reação alérgica ou hipotensão postural (ortostática), quando uma pessoa fica em pé, geralmente muito rápido, a partir de uma posição sentada ou de bruços.

Se sua pressão arterial cair muito rapidamente, causando tonturas, vertigens, visão turva e / ou até mesmo desmaios, a princípio as causas podem ser desidratação, repouso prolongado, diabetes, problemas cardíacos e calor excessivo.

Medicamentos como diuréticos, beta-bloqueadores, bloqueadores dos canais de cálcio, inibidores da ECA, antipsicóticos, antidepressivos e medicamentos para a doença de Parkinson também podem causar esta condição.

Em alguns casos, até mesmo ficar sentado por longos períodos de tempo com as pernas cruzadas ou de cócoras pode ser a causa. 

Se você sentiu alguma tontura ou vertigem é uma boa ideia consultar com seu médico.

Se você chegar desidratado, com baixo nível de açúcar no sangue ou tem passado muito tempo no sol ou em uma banheira de água quente, o mais importante é reconhecer o quão rapidamente a sua pressão arterial cai e quão baixo ela fica.

Mantenha um registro de seus sintomas e suas atividades no momento em que eles ocorrem.

Recomendamos para você:  A Doença Celíaca, o mal do glúten

E como eu posso controlar minha pressão em níveis desejáveis?

Para evitar que a pressão atinja níveis fora do normal, a melhor receita é a modificação do estilo de vida. Isto serve para a pressão arterial, mas com certeza terá impacto em todo seu organismo.

Adotar hábitos saudáveis é crítico e indispensável para a prevenção e manutenção da pressão arterial. Pense nestes hábitos como uma “prescrição médica” pois com eles você pode até evitar o uso de medicamentos mais tarde. Vão aqui algumas dicas de hábitos que você pode mudar para ter um controle de pressão adequado e eficiente:

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

Nada como hábitos saudáveis para garantir uma boa manutenção da pressão arterial.

. Coma uma dieta melhor, com menos sal e gorduras saturadas e trans. Tente a dieta mediterrânea por exemplo, rica em óleos bons que combatem o colesterol alto;

. Aproveite as atividades físicas, que além do benefício de te deixar com a pressão sanguínea controlada, podem até de deixar mais jovem e bonita (o);

. Mantenha um peso saudável, ideal para o seu tamanho e estrutura do corpo (com certeza com os 2 primeiros hábitos você consegue controlar o seu peso);

. Gerencie o estresse, utilize técnicas de medicação, pratique Yoga ou outros relaxamentos como as técnicas de respiração como a respiração profunda ou mesmo a resposta ao relaxamento.

. Evite o cigarro, que além de causa vários danos aos seus órgãos internos, pode causar câncer e ainda contribui com a pressão alta;

. Se você bebe, limite o álcool. Vimos neste post sobre a dieta mediterrânea que o álcool em pequenas quantidades faz bem, porém vimos aqui que o álcool em excesso além de atrapalhar no sono, o que contribui com o estresse, ainda deixa no seu organismo substâncias tóxicas que sobrecarregam os rins podendo causar doenças como o câncer ou a cirrose e até câncer na boca e em outros órgãos.

Alguns outros cuidados são importantes para controlar a pressão arterial.

. Saiba os riscos que as saunas possuem. As saunas, por serem muito quentes, causam a dilatação dos vasos sanguíneos (conhecida como vasodilatação), assim como por exemplo uma caminhada leve. Se o seu médico recomendou que você não faça caminhadas leves, você deve evitar também as saunas pois para pessoas com pressão alta, alternar entre o quente e o frio pode elevar ainda mais a pressão e causar uma crise de hipertensão;

. Se o médico te receitou medicações, tome as medicações e siga as orientações. Uma maneira segura de parar de tomar as medicações é quando você muda seu estilo de vida. Mas mesmo este processo deve ser acompanhado pelo seu médico para que ele seja feito de forma suave e sem maiores problemas para você;

. Entenda as consequências de ter pressão alta. Ela pode causar danos ao coração e artérias coronárias, incluindo ataque cardíaco, doença cardíacas, insuficiência cardíaca congestiva, dissecção aórtica e aterosclerose (acúmulo de gordura nas artérias que fazem com que endurecer), AVC’s, danos nos rins, perda de visão, disfunção erétil, perda de memória, fluido nos pulmões, angina e doença arterial periférica. Ufa… quanta coisa ruim… acho que vale a pena muda os hábitos de vida para evitar tudo isso.

E por último e não menos importante, esteja sempre informado do seu estado.

Faça revisões periódicas e ao menor sinal de disfunção procure orientação médica.

Já dizia a minha velha e falecida avó: “É melhor prevenir do que remediar, meu netinho”. Então, o que acha. Vamos trabalhar na prevenção e mudar nossa vida para termos mais hábitos saudáveis?

Pressão arterial: Entenda os valores por trás dos números

Como a vovó já dizia: “É melhor prevenir do que remediar” 🙂

Consultas:

Veja Também:

18224total visits,19visits today

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Fabiano Teodoro
CEO da Rais Saúde e da Connect HealthCare. Técnico em Alimentos pelo CEFET-PR (99), Engenheiro Eletricista pela UDESC-SC (2009), MBA em Gestão empresarial pela FGV (2013), Trainee e 5 anos de experiência com Gestão de Projetos e Pessoas pela indústria de linha branca (2009-2014). Curioso em programação, blogs e sistemas e tudo que envolva Startups (minha fase atual profissional). Atleta desde pequeno, apaixonado por basquete (já fui atleta semi-profissional na juventude), por academia e corrida (mas adoro esportes em geral) e música (toco meu violãozinho meia boca). Também gosto de ciência (de onde viemos e para onde vamos) e neurociência, meditação e sempre curioso sobre como deixar nossa máquina "corpo humano" mais afinada e obter a melhor performance para o nosso dia-a-dia.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários