Atenção: quando a gripe pode virar pneumonia?

Com o sistema imunológico comprometido, outros agentes infecciosos, como as bactérias, podem causar a pneumonia

A gripe pode ser definida como uma doença contagiosa que é causada por um vírus, que se aloja em nossa via respiratória, na região do nariz e garganta, se replicando e machucando as células da região. Nessa replicação  do vírus, surgem os sintomas.

Com isso, ocorre agressão viral na superfície das vias respiratórias, que funciona como um tipo de barreira. Nosso sistema imunológico fica comprometido e com isso, sujeito a outros agentes infecciosos, como as bactérias causadoras da pneumonia.

As bactérias circulam no ar e onde vivemos, sem nos causar doença. Entretanto, quando há lesão na superfície respiratória e queda da atividade das células de defesa, como as imunoglobulinas e leucócitos, a bactéria pode se instalar. Após se instalar na via respiratória, as bactérias seguem até chegar aos pulmões, causando a pneumonia.

Portanto, temos vários casos de pneumonia aparecendo como uma infecção bacteriana surgindo após a queda da imunidade causada pela gripe.

Sendo uma infecção que se instala nos pulmões, a pneumonia pode acometer a região dos alvéolos pulmonares. Alguns sintomas da doença são: febre alta (acima de 37,5° C), tosse seca ou com catarro de cor amarelada ou esverdeada, falta de ar e dificuldade de respirar.

Diferentes do vírus da gripe, que é uma doença altamente infectante, os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos facilmente.

Pneumonia bacteriana

A pneumonia bacteriana é a mais comum, adquirida na comunidade, pela população geral. Algumas bactérias estão presentes em nosso nariz, boca, garganta, pele e sistema digestivo, podendo causar a pneumonia quando nossa imunidade cai. Além dessa, também existem a pneumonia química e a causada por fungos.

Pneumonia química

Diferente das pneumonias mais conhecidas, a pneumonia química ou pneumonite química não é causada por vírus ou bactérias, mas sim pela inalação de substâncias agressivas ao pulmão, como a fumaça, agrotóxicos ou outros produtos químicos, por exemplo. Quando aspiradas, essas substâncias vão para os pulmões e inflamam a via aérea os alvéolos – estruturas que fazem o transporte do oxigênio para o sangue. Essa inflamação pulmonar facilita o aparecimento de bactérias, podendo evoluir para uma pneumonia bacteriana.

Recomendamos para você:  Bicarbonato de sódio retira até 96% dos agrotóxicos de frutas e legumes, diz estudo!

Pneumonia por fungos

A pneumonia causada por fungos é o tipo mais raro e também o mais agressivo. É comum ver esse tipo de pneumonia em pessoas com doenças crônicas e imunodeprimidas, como pacientes soropositivos ou paciente oncológicos.

A pneumonia ainda é classificada de acordo com os tipos de germes que a causam e onde você obteve a infecção.

Pneumonia adquirida na comunidade

A pneumonia adquirida na comunidade é o tipo mais comum de pneumonia. Ela ocorre fora dos hospitais ou outros estabelecimentos de saúde. Pode ser causada por:

Bactérias: A causa mais comum de pneumonia bacteriana é streptococcus pneumoniae. Este tipo de pneumonia pode ocorrer por conta própria ou depois de ter resfriado ou gripe. Pode afetar uma parte do pulmão, sendo assim chamada pneumonia lobar.

Organismos semelhantes a bactérias: Mycoplasma pneumoniae, também pode causar pneumonia. Geralmente, produz sintomas mais leves do que outros tipos de pneumonia. A pneumonia ambulante é um nome informal dado a este tipo de pneumonia, que tipicamente não é suficientemente grave para requerer descanso em cama.

Fungos: Este tipo de pneumonia é mais comum em pessoas com problemas de saúde crônicos ou sistema imunológico enfraquecido e em pessoas que inalaram grandes doses dos organismos. Os fungos que o causam podem ser encontrados em excrementos de solo ou pássaros e variam dependendo da localização geográfica.

Vírus: Alguns dos vírus que causam resfriados e gripe podem causar pneumonia. Os vírus são a causa mais comum de pneumonia em crianças menores de 5 anos. A pneumonia viral geralmente é leve. Mas, em alguns casos, pode tornar-se muito grave.

Pneumonia adquirida no hospital

Algumas pessoas pegam pneumonia durante uma internação hospitalar para tratamento de outra doença. A pneumonia adquirida no hospital pode ser séria porque as bactérias que a causam podem ser mais resistentes aos antibióticos e porque as pessoas  já estão doentes. As pessoas que estão em máquinas de respiração (ventiladores), muitas vezes usadas em unidades de terapia intensiva, estão em maior risco de este tipo de pneumonia.

Recomendamos para você:  O Sal é mesmo um vilão? | Rebric

Pneumonia por aspiração

A pneumonia de aspiração ocorre quando você inala comida, bebida, vômito ou saliva nos pulmões. A aspiração é mais provável se algo perturbe seu reflexo normal de mordaça, como uma lesão cerebral ou problema de deglutição, ou uso excessivo de álcool ou drogas.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco da pneumonia são:

  • Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos
  • Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório
  • Ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias
  • Resfriados mal cuidados
  • Mudanças bruscas de temperatura

.

.

Com informações Minha Vida.com

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Somos um blog de informações sobre Saúde, Beleza e Vida Saudável. Nosso objetivo é promover informações relevantes em saúde para a população em geral ter uma melhor qualidade de vida. ❤ ❤
Para isso, temos uma produção própria de conteúdo e contamos com parceiros, profissionais de saúde empresas da área, produtoras de conteúdo. Caso você se identifique com nosso propósito, queira se tornar um parceiro do Raislife Blog,  ter um perfil profissional na nossa página e poder divulgar seus conteúdos de forma GRATUITA, entre em contato conosco pelo email contato@raislife.com. Vamos juntos promover saúde e qualidade de vida para todos. ❤ ❤ ❤ ❤

Receba mais saúde por e-mail.