Setembro Dourado alerta sobre diagnóstico precoce de câncer infantil

12 mil crianças e jovens são diagnosticados com câncer no Brasil todos os anos

A campanha nacional de conscientização sobre o câncer infantojuvenil, conhecida como Setembro Dourado, é uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC).

O câncer infantojuvenil é a segunda maior causa de morte de crianças e adolescentes no país, ficando atrás apenas de acidentes e violência.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), todos os anos 12 mil crianças e jovens são diagnosticados com câncer no Brasil, dos quais 70% dos pacientes possuem chance de cura se diagnosticados precocemente.


Para a oncologista e presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope), Teresa Fonseca, “é preciso evoluir o diagnóstico precoce para que haja maiores chances de cura. O Brasil possui uma taxa de cura em torno de 50% dos casos, distante de países como Estados Unidos, cuja a taxa de cura é de 80%”, diz a especialista.

Ela destaca que no Brasil há dificuldade no acesso desde o atendimento básico até o tratamento especializado do câncer. “Somos um país de dimensão continental, então vemos muita discrepância no acesso à saúde e não existem condições de atendimento adequadas em todos os lugares”, completa Teresa.

Tratamento


Para o tratamento do câncer infantojuvenil é necessário atenção às necessidades biopsicossociais do paciente, conta a especialista. “Para isto é importante empenho de diversos setores, para que trabalhem juntos em prol de uma causa”.

Na campanha Setembro Dourado, a cor amarela alerta a necessidade de atitudes que levem ao diagnóstico precoce. Já a cor dourada simboliza o “padrão ouro” que necessitam os pacientes de câncer infantojuvenil.

Fonte: Bonde

Recomendamos para você:  Estudo revela relação entre açúcar e câncer!

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários