Fechar Anúncio X

Em quais casos é indicada a mamoplastia?

Mamoplastia é o nome de toda e qualquer cirurgia plástica que tem por objetivo modificar o formato das mamas. Entenda mais no post.

Mamoplastia é o nome de toda e qualquer cirurgia plástica que tem por objetivo modificar o formato das mamas. A iniciativa se dará sempre visando torná-las mais proporcionais em relação ao restante do corpo e harmoniosas entre si (em se tratando de mamoplastia com fins estéticos).

Com a mamoplastia pode-se aumentar, diminuir ou alterar a aparência dos seios. A intervenção tem geralmente função embelezadora, mas pode se fazer necessária, por exemplo, para uma mulher que teve de retirar um seio devido um câncer de mama. São casos nos quais a estética e a saúde tornam-se parte de um todo.

Como em qualquer intervenção cirúrgica, a mamoplastia é indicada para certos casos e sob certas condições. Trata-se de uma operação plástica segura e cujos resultados quase sempre agradam bastante às pacientes. No entanto, é imprescindível que se observe as orientações de um profissional antes de levá-la adiante.

Mamoplastia: indicações e contraindicações

Sendo um procedimento já amplamente dominado pela ciência e pela medicina, a mamoplastia não se reveste de maiores obstáculos às mulheres (e, eventualmente, aos homens) que a ela deseja recorrer. No entanto, segue sendo uma cirurgia; como tal, possui indicações e contraindicações.

Comecemos pelas indicações.

Tais intervenções cirúrgicas são aconselhadas a mulheres que sofram com problemas em suas mamas – seios caídos, seios excessivamente volumosos ou seu oposto, seios pequenos demais. Isto no caso de cirurgias com fins estéticos.

Há ainda a mamoplastia reconstrutiva, nas quais são levadas a cabo em casos de remoção do seio (em geral, como dito, devido a cânceres de mama).

Agora, as contraindicações.

Nos casos de pacientes portadoras de patologias específicas na mama, pode não ser indicada a realização da mamoplastia. Outros problemas de saúde – não obrigatoriamente relativos aos seios – eventualmente podem trazer complicações desencadeadas pelo procedimento.

Seios ainda não completamente desenvolvidos, como no caso de adolescentes, são contraindicados para a feitura de mamoplastia (salvo ordens médicas em contrário).

Recomendamos para você:  Procedimentos estéticos dentais: Descubra quais existem e como são realizados

Por fim, o tabagismo pode ser fonte de complicações para a mulher que opta pela mamoplastia. Fumar prejudica a vascularização, e as cicatrizações no organismo.

Quando é necessário reduzir a mama?

A chamada mamoplastia redutora é indicada para quem almeja diminuir o tamanho dos seios, e para a mulher que está insatisfeita com o formato deles. Trata-se de um problema estético – mas não somente: o excesso de peso causado por mamas volumosas demais traz dores nas costas e até problemas de coluna.

Há também mulheres que, por terem seios grandes em demasia, padecem com assaduras na parte inferior das mamas e com dores e ferimentos nos ombros por causa da alça do sutiã.

Quem pode fazer a mamoplastia de aumento?

Já em se tratando do aumento dos seios, a questão estética é preponderante.

De alguns anos para cá as mulheres brasileiras têm demonstrado incômodo, em alguns casos, por julgarem que seus seios são menores que deveriam. Em situações assim, um cirurgião plástico deve ser consultado.

Ele pode aumentar o volume dos seios via mamoplastia. O incremento da autoestima das mulheres que passam pelo procedimento é recompensador.

O que achou deste conteúdo?
+1
+1
+1
+1
+1
+1
+1

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Receba mais saúde por e-mail.