Fazendo exercícios e engordando?

Será que a perca de peso está sempre relacionada com fazer exercícios?

13/01/2015

rais-data-exercicios-e-engordando-fitness

Praticar exercícios físicos nos traz vários benefícios já comprovados como melhorias das funções cardíacas, prevenção de doenças como o câncer e a diabetes dentre outros. Mas será que a perca de peso está sempre relacionada com fazer exercícios? Não estamos falando aqui da troca da gordura pela massa muscular, que pesa mais e por isso você não vê mudança de peso. Vamos tratar do assunto de ganho de gordura e exercícios, e qual é a relação entre eles?

Veja Também:

Estudos avaliam a relação entre exercícios físicos e perca de peso

Perder peso é uma fórmula simples: gaste mais calorias do que você ingere. Então ou você come menos ou você gasta mais calorias. Mas porque então algumas pessoas não consegue perder peso não importa o que elas façam?

Dois estudos irão nos ajudar a entender esta relação:  o primeiro é uma revisão de vários estudos sobre a relação exercícios físicos e ganho de peso e o outro, mais recente avalia um grupo de mulheres durante uma atividade física controlada em laboratório durante um período de 12 semanas.

Eles nos mostram que pessoas submetidas as mesmas atividades físicas, com a mesma intensidade, durante o mesmo período de tempo conseguem resultados totalmente diferente, algumas mantém o peso, outras perdem e outras chegam até a ganhar gordura durante o período.

Recomendamos para você:  Práticas e cuidados para envelhecer com saúde

Nem sempre exercícios físicos fazem perder peso. Existe algo a mais.

A conclusão que os pesquisadores chegaram é que existe um efeito colateral da atividade física em algumas pessoas e eles vão além: se nas primeiras 4 semanas o indivíduo já conseguir perder peso, a chance é de que seu programa de exercícios funcione e ele continue a perder peso até atingir seu objetivo. Mas por que isso?

A resposta está fora da academia. Algumas pessoas desenvolvem inconscientemente hábitos compensatórios a atividade física: Elas andam menos e comem mais. E quanto mais a atividade física não apresenta efeitos, mais se intensificam estes hábitos, por isso as 4 primeiras semanas são cruciais para que o programa de treino funcione.

rais-data-exercicios-e-engordando-fitness-homer

 

Veja Também:

O que fazer então para perder peso com os exercícios físicos?

Para que um programa de exercícios físicos atinja os objetivos desejados de perca de peso, a pessoa deve ter muita disciplina fora da academia. Comer melhor e nas quantidades certas, continuar ou intensificar hábitos como caminhadas informais (ir até o vizinho, levar o lixo, andar do estacionamento até o escritório, ir ao restaurante a pé, etc.).

E mais, durante a atividade física é muito importante que ela seja trabalhada com intensidade e descansos adequados. Somente com um programa completo e uma mudança de hábitos geral é que o objetivo de perca de peso poderá ser alcançado. Qualidade de vida não é apenas ir na academia ou fazer aquela caminhada, mas sim ter hábitos mais saudáveis durante todo o seu dia.

Recomendamos para você:  Atenção: dormir com a luz acesa pode aumentar o risco de câncer de mama

Consultas:

  1. The NY Times

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

CEO da Rais Saúde e da Connect HealthCare.
Técnico em Alimentos pelo CEFET-PR (99), Engenheiro Eletricista pela UDESC-SC (2009), MBA em Gestão empresarial pela FGV (2013), Trainee e 5 anos de experiência com Gestão de Projetos e Pessoas pela indústria de linha branca (2009-2014). Curioso em programação, blogs e sistemas e tudo que envolva Startups (minha fase atual profissional).

Atleta desde pequeno, apaixonado por basquete (já fui atleta semi-profissional na juventude), por academia e corrida (mas adoro esportes em geral) e música (toco meu violãozinho meia boca).

Também gosto de ciência (de onde viemos e para onde vamos) e neurociência, meditação e sempre curioso sobre como deixar nossa máquina “corpo humano” mais afinada e obter a melhor performance para o nosso dia-a-dia.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários