Hábitos saudáveis podem prevenir 4 em cada 10 tipos de câncer

Ter bons hábitos pode ajudar a prevenir 4 em cada 10 tipos de câncer. E ainda para os outros, existem alguns indícios de que a influência dos hábitos ou do ambiente podem ajudar na probabilidade de contrair a doença.

Fabiano Teodoro

12/01/2015

cancer-prevention-imager-hábitos-saudáveis

Estudos recentes mostram que os hábitos saudáveis e o câncer estão fortemente relacionados. Ter bons hábitos pode ajudar a prevenir 4 em cada 10 tipos de câncer. E ainda para os outros, existem alguns indícios de que a influência dos hábitos ou do ambiente podem ajudar na probabilidade de contrair a doença.

Utilizando um exemplo

Para exemplificar melhor o que os hábitos saudáveis podem fazer por você considere que você tem duas viagens possíveis: Uma saindo de São Paulo para o Rio de Janeiro e a outra de São Paulo para Manaus.

Devido à distância, ir para Manaus é muito mais arriscado do que para o Rio (compare a distância com o tempo de vida, viver mais aumenta a chance de ter uma doença pois são mais divisões celulares que seu corpo terá).

Mas considere por exemplo ir para Manaus de Avião em um dia de Sol e sem variações térmicas e ir para o Rio de carro, com a estrada cheia de caminhões e chovendo muito forte. Com certeza é muito mais arriscado ir para o Rio.

Estas condições extremas podem ser comparadas aos maus hábitos que você tem durante a vida. Ter hábitos saudáveis pode ser comparado a “limpar o tempo de dar boas condições” para a sua viagem da vida.

Veja Também:

Alguns hábitos saudáveis que podem ajudar com o câncer

Os hábitos não são a única causa do câncer, mas com certeza alguns deles podem prevenir e até mesmo reduzir muito a chance de adquirir determinadas doenças. Veja a lista abaixo e comece hoje mesmo com eles:

Recomendamos para você:  Nozes – Coma e viva mais

Hábitos saudáveis podem prevenir 4 em cada 10 tipos de câncer

Não fumar

– fumar tem relação com os seguintes tipos de câncer:  laringe, lábio e oral, e câncer de pâncreas e pulmão

Não ingerir bebidas alcoólicas

– O álcool geralmente é relacionado com o câncer de fígado, mas também tem relação com o câncer de boca e orofaringe, faringe, laringe, esôfago, colorretal, mama e pâncreas.

Não tomar sol em excesso (na quantidade certa pode até ajudar)

– Sol em excesso pode causar câncer de pele. Mas na quantidade certa, estimula a produção da vitamina D, que já foi correlacionada na prevenção de cânceres como o de esôfago, vesícula biliar, de ovário e de pâncreas, leucemia linfocítica crónica, câncer de cabeça e pescoço, carcinoma hepatocelular e câncer colorretal além de ajudar a diminuir o avanço da doença.

Não comer demasiadamente produtos derivados de animal

– Produtos como carnes e embutidos estão relacionados com câncer no ovário e cólon, testículos e de tireoide.

Não engordar demais

– manter o peso em dia e os níveis de gordura controlados ajuda a evitar além do câncer várias outras doenças como cardíacas e depressão, por exemplo.

Praticar atividade física

– Ajuda a prevenir várias doenças como depressão, doenças respiratórias, cardíacas, dentre outras. A atividade física deve ser acompanhada de um profissional. Se bem executada pode ser a melhor prevenção para doenças em geral.

Meditar

Alguns estudos mostram melhoria na recuperação de pacientes com câncer se comparados com pacientes que não meditam.

Existem muito mais hábitos que podem ajudar você e prevenir o câncer. De qualquer forma, estes aqui mostrados já trarão muitos benefícios para sua vida ajudando a prevenir não somente o câncer, mas também outras doenças.

Estudos por trás do câncer

Um estudo recente da Johns Hopkins University nos Estados Unidos (Câncer: Mutações genéticas aleatórias é a principal causa da maioria dos tipos) mostrou que, estatisticamente falando 1/3 dos tipos de câncer poderiam ser minimizados apenas tendo hábitos saudáveis.

Recomendamos para você:  Fazendo exercícios e engordando?

Este estudo foi pioneiro em quantificar quanto cada um dos fatores (fatores genéticos hereditários, hábitos e meio ambiente e mutações genéticas) contribuem para a incidência da doença.

Outros estudos ainda ajudam com indícios de que os 2/3 restantes podem conter grande influência do ambiente e dos seus hábitos de vida. O estudo publicado na National Institutes of Health’s National Library of Medicine (NIH/NLM) mostra a variação por região da incidência do câncer de esôfago.

O estudo da Johns Hopkins University considera este tipo de câncer como causado pelo acaso, ou seja, por mutações genéticas aleatórias naturais do nosso organismo. Isto pode ser um indício de que hábitos e fatores genéticos hereditários podem estar por trás da manifestação desta doença.

Veja Também:

Será que até a Vitamina D está envolvida?

Já outro estudo mostra a influência da vitamina D na prevenção de alguns tipos de câncer, também tratados dentro dos 2/3 do estudo da Johns Hopkins University e este outro estudo mostra que um fator de risco muito importante para o câncer é a dieta: alto consumo de produtos derivados de animal foi um fator de risco significativo para três tipos de cânceres: ovário , testículos e câncer de tireoide e o tabagismo é um fator de risco significativo para esses tipos de cânceres: laringe, lábio e oral, e câncer de pâncreas e pulmão.

Fontes:

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Fabiano Teodoro

CEO da Rais Saúde e da Connect HealthCare.
Técnico em Alimentos pelo CEFET-PR (99), Engenheiro Eletricista pela UDESC-SC (2009), MBA em Gestão empresarial pela FGV (2013), Trainee e 5 anos de experiência com Gestão de Projetos e Pessoas pela indústria de linha branca (2009-2014). Curioso em programação, blogs e sistemas e tudo que envolva Startups (minha fase atual profissional).

Atleta desde pequeno, apaixonado por basquete (já fui atleta semi-profissional na juventude), por academia e corrida (mas adoro esportes em geral) e música (toco meu violãozinho meia boca).

Também gosto de ciência (de onde viemos e para onde vamos) e neurociência, meditação e sempre curioso sobre como deixar nossa máquina “corpo humano” mais afinada e obter a melhor performance para o nosso dia-a-dia.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários