Fechar Anúncio X

Inverno é a estação das Alergias Oculares

Médico alerta para cuidados importantes com os olhos nesta estação

O inverno é uma das estações mais propícias para o desenvolvimento de doenças que afetam os olhos. Conforme o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) a alergia ocular é um problema que atinge cerca de 20% da população manifestando-se, principalmente, através da conjuntivite alérgica que, ao contrário, da bacteriana e viral, não é contagiosa.

Segundo o professor da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e médico oftalmologista, Cesar Silveira, os sintomas são vermelhidão, coceira, irritação, lacrimejamento, inchaço, desconforto e fotossensibilidade.

Essa alergia soma-se a outras tantas que atingem a população no inverno, como rinite, sinusite ou dermatite que têm como causa os ácaros e mofos (que proliferam em ambientes fechados). Silveira explica que aqueles pacientes com histórico de alergias devem, em primeiro lugar, evitar contato com substâncias que podem causar as doenças.

O oftalmologista compartilha algumas práticas importantes para evitar os gatilhos alérgicos. Ele orienta manter limpos objetos que acumulam poeira tais como roupas de cama, cortinas, bichos de pelúcia e, sempre que possível, usar materiais antialérgicos.

Outro importante alerta é na relação com os pets – tão presente nos lares – mantendo-os limpos e tosados. E, mesmo que o inverno gaúcho seja marcado por muitos dias cinzentos, sempre que possível manter a casa exposta ao sol, a fim de evitar a proliferação de ácaros.

Em caso de observar os sintomas de alergia ocular, o médico indica a aplicação de água mineral gelada sobre as pálpebras e observar os olhos por 24 horas. Caso os sintomas não melhorem neste período, Silveira aconselha consultar o oftalmologista. “A consulta a um especialista é importante para identificar se a conjuntivite é alérgica ou contagiosa, pois o paciente sozinho não sabe a diferença e a doença pode evoluir para um quadro mais grave”.

DICAS ÚTEIS PARA SE EVITAR ALERGIA OCULAR

  • Reduza o número de travesseiros, roupas de cama, cortinas, bicho de pelúcia e objetos que acumulem poeira;
  • Sempre que possível, higienize a roupa de cama com água quente e deixe-as secar ao sol;
  • Mantenha a casa limpa, arejada e com exposição ao sol, a fim de evitar o acúmulo de ácaros;
  • Prefira usar aspiradores de pó e panos úmidos ao limpar a casa, dispense vassouras, espanadores e objetos que possam espalhar a poeira na hora da limpeza;
  • Elimine vazamentos de água, uma vez que estes favorecem o aparecimento de mofo;
  • Encape colchões e travesseiros com material impermeável ou antialérgico;
  • Faça a limpeza do ar-condicionado semanalmente;
  • Evite coçar os olhos, além de esse hábito estimular as alergias, pode facilitar o surgimento ou desenvolvimento de ceratocone;
  • Caso tenha animais domésticos, mantenha-os sempre limpos e tosados;
  • Evite ambientes com muito pó, fumaça ou odores fortes.
Recomendamos para você:  Você sabia? Partir o comprimido pode mudar efeitos do medicamento!

EM CASO DE CRISE DE ALERGIA OCULAR, O QUE FAZER?

  • Evite esfregar os olhos;
  • Não lave os olhos com soro fisiológico, pois o sal do soro irrita ainda mais os olhos;
  • Aplique compressas frias sobre os olhos fechados;
  • Procure um oftalmologista para iniciar o tratamento médico.

Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO))

 

O que achou deste conteúdo?
+1
+1
+1
+1
+1
+1
+1

Also published on Medium.

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Receba mais saúde por e-mail.