Sexo pode causar parada cardíaca, diz estudo!

Parada cardíaca súbita está associada à atividade sexual com maior frequência em homens, sugerem pesquisas.

Uma pesquisa do Instituto do Coração Cedars-Sinai apresentada em uma reunião da American Heart Association avaliou a possibilidade de atividades sexuais serem um potencial gatilho para paradas cardíacas.

Uma parada cardíaca ocorre quando o coração enche de sangue e, de repente, deixa de bater. Isso faz com que alguém caia inconsciente e pare de respirar e, a menos que seja tratado com RCP (ressuscitação cardiopulmonar), é fatal.

Estudos anteriores já cogitavam uma relação entre a atividade sexual e ataques cardíacos, mas a ligação com parada cardíaca até então era desconhecida.

A Pesquisa

O Dr. Chugh, que conduziu a pesquisa, e seus colegas da Califórnia, examinaram registros hospitalares sobre casos de parada cardíaca em adultos entre 2002 e 2015 em Portland, Oregon.

A atividade sexual foi associada em menos de 1% dos casos. A grande maioria eram do sexo masculino e eram mais propensos a ser de meia-idade, afro-americanas e ter uma história de doença cardiovascular. Das 4.557 paradas cardíacas examinadas, apenas 34 delas ocorreram durante ou no período de uma hora após relações sexuais. Destas, 32 eram homens.

O estudo também descobriu que o RCP foi realizado em apenas um terço dos casos, apesar de serem testemunhados por um parceiro.

Dr Chugh afirmou que “essas descobertas destacam a importância dos esforços contínuos para educar o público sobre a importância do RCP assistente para parada cardíaca súbita, independentemente da circunstância”. De acordo com um outro estudo apresentado na mesma conferência, crianças a partir de seis anos podem aprender o RCP.

A Fundação Britânica do Coração sugere que, após um ataque cardíaco ou cirurgia, os pacientes esperem de quatro a seis semanas antes para retomar a atividade sexual.

Parada cardíaca

  • Quase 90% das pessoas que sofrem paradas cardíacas fora do hospital morrem
  • Cada minuto sem ressuscitação cardiopulmonar (RCP) ou desfibrilação reduz as chances de sobrevivência de alguém em 10%
  • A RCP, especialmente se realizada nos primeiros minutos de parada cardíaca, pode dobrar ou triplicar a chance de sobrevivência de uma pessoa
  • Durante o RCP, você deve pressionar o tórax a uma taxa de 100 a 120 compressões por minuto.
Recomendamos para você:  Sistema raisAgenda - Sistema de agendamento on-line para Saúde, Bem-Estar e Beleza

Fonte: BBC News

 

 

 

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários