Você sabia? Ter uma boa noite de sono deixa você menos medroso!

Estudo norte-americano mostra que uma noite bem dormida pode ajudar a superar experiências traumáticas.

Em alguns momentos, como na véspera de uma data importante, por exemplo, bate aquela ansiedade que faz você dormir menos, ou então, dormir mal, não é? Isso acontece porque é um mecanismo do seu cérebro para fazer você pensar mais sobre a situação ameaçadora — e, quem sabe, se preparar melhor para enfrentá-la.

Entretanto, o resultado é inverso. Uma nova pesquisa da Universidade Rutgers, nos EUA indica que dormir mal pode, na prática, aumentar seu medo de que tudo vai dar errado: mais do que recarregar as baterias para o dia seguinte, uma noite bem dormida pode servir também para colocar uma pedra em experiências traumáticas.

A pesquisa

O estudo foi realizado com 17 pessoas durante uma semana, onde elas foram monitoradas por todo o tempo de sono, por meio de ferramentas como um capacete que mede ondas cerebrais e um gadget que  acompanha os movimentos dos braços — além da planilha de controle, onde os voluntários anotavam o total de horas dormidas.

O mais interessante para o estudo é o tempo que os voluntários passavam na fase REM (sigla em inglês para Movimento Rápido do Olhos), o momento do sono em que mais estamos relaxados e experienciamos os sonhos, e que a atividade do cérebro mais se aproxima da registrada quando estamos despertos. Cada participante registrou uma média normal de sono, entre 7 e 8 horas, com duas horas de fase REM.

A segunda etapa consistiu em induzir medo nos participantes. Cada um dos voluntários via uma sequência de imagens de quartos iluminados com cores diferentes, e em determinada cor (vermelho, por exemplo), eles tomavam um choque leve no dedo, promovendo uma sensação de receio em relação a certas cores, associadas com as descargas elétricas.

Recomendamos para você:  Um pouco sobre os Transtornos de Ansiedade.

E o resultado foi: quem dormia mais e melhor mostrou menor atividade em áreas do cérebro como a amígdala, região que controla o medo, além do córtex pré-frontal ventromedial e do hipocampo, responsáveis por fixar as memórias. Isso significa que os descansados estavam sendo menos afetados pelas experiências traumáticas — ou seja, se tornaram mais resilientes aos choques.

Segundo os cientistas, a presença de uma substância que só o sono saudável é capaz de fazer nosso corpo liberar naturalmente explica a situação. Doses mais altas de norepinefrina, hormônio que regula aspectos como o humor e ansiedade, promovia melhor sono e logo, quem dormia bem conseguia passar ileso pelos testes dos cientistas.

Com informações Revista Super Interessante

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários