Mas, afinal, o que é cárie dentária?

A cárie é uma doença muito comum que pode ter sérias conseqüências. Entenda o que é este problema bucal e o que fazer para garantir um sorriso saudável.

Tempo de Leitura: 5 minutos

Estou muito feliz por ter a oportunidade de falar sobre Odontologia aqui no blog!

Um espaço para falar sobre saúde não pode esquecer a saúde bucal, tantas vezes negligenciada pelas pessoas. Espero poder informar e esclarecer pontos simples, mas de extrema importância para o nosso bem-estar.

Afinal de contas, já dizia o velho ditado: a saúde começa pela boca!

Veja também: Acho que tenho mau hálito. E agora?

Resolvi escrever este post porque, apesar de a cárie dentária ser uma doença muito comum, percebo que as pessoas não sabem muito a seu respeito. Por isso, vamos começar de um princípio básico: a cárie dentária é uma DOENÇA.

Veja também: Vitamina D – Quanto eu preciso para viver bem?

A Cárie Dentária é uma é a doença bucal mais comum na população.

rais-data-saude-Cárie

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a cárie é a doença bucal mais comum que afeta a população.

Sim, pessoal, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a cárie é a doença bucal mais comum que afeta a população. Portanto, se você tem cárie, você está doentinho e precisa de algum tipo de tratamento.
Mas o que é cárie? A cárie é uma doença infecciosa e transmissível (sim, você pode pegar cárie pelo beijo e de outras formas, mas esse é um assunto para outro post) causada por bactérias específicas que produzem ácidos que destroem o esmalte do dente e sua camada inferior, chamada de dentina.

A presença destas bactérias, associadas a uma alimentação rica em açúcar e a uma higiene bucal deficiente, facilita o aparecimento da doença.
Em alguns casos, a cárie pode originar infecções extensas que podem afetar a saúde geral do indivíduo.

Veja também: Baixos níveis de Vitamina D e a diabetes tipo 2, uma possível relação mortal.

Como se desenvolve a cárie?

O desenvolvimento da cárie normalmente é lento e o início é marcado pelo aparecimento de manchas brancas na superfície do dente.

Recomendamos para você:  Acho que tenho mau hálito. E agora?

Esta mancha branca pode se desenvolver e progredir até que uma cavidade comece a se formar e o dente comece a ser destruído.

Durante as fases iniciais da doença (cavidades pequenas) não são detectados sintomas significativos.

No entanto, em fases mais avançadas (cavidades mais profundas) as queixas podem passar por um desconforto com aumento de sensibilidade e mau hálito, até situações mais complicadas com dor na presença de diferentes tipos de estímulos (quente, frio ou doce), ou mesmo o aparecimento de uma dor espontânea extremamente intensa.

Nestes casos, a cárie atingiu porções mais profundas do dente, como a polpa dentária, originando sintomas cada vez piores à medida que avança.

Assim sendo é necessário que o paciente seja submetido a um tratamento de canal. Quando a doença já está instalada, os tratamentos variam de acordo com a gravidade e grau de destruição dos dentes.

Há casos em que o dente fica totalmente destruído, sendo  necessário colocar uma coroa protética a fim de evitar futuras fraturas dentárias e restaurar a função do dente destruído.

Veja também: Dieta Mediterrânea como emagrecedor e redutor do risco de doenças.

Prevenção é sempre o melhor remédio.

rais-data-saude-Cárie2

A cárie dentária pode atingir as regiões mais profundas do dente, como a polpa dentária, originando sintomas cada vez piores à medida que avança.

Então o que é necessário fazer para prevenir este mal? Sempre, sempre, sempre fazer uma higiene oral adequada. Lembrar de escovar os dentes ao menos 3 vezes ao dia (com uma escova de cabeça pequena e cerdas macias!) e passar fio dental.

Eu sei que a preguiça ataca na hora de passar o bendito, mas quando o fio dental não é usado 30% das superfícies dos dentes deixam de ser limpas! Atenção redobrada deve ser dada à escovação noturna, uma vez que ela é a mais importante do dia. Além disso, troque sua escova de dentes pelo menos a cada 3 meses ou quando as cerdas perderem sua forma original.

Recomendamos para você:  Nozes – Coma e viva mais

Evitar comer alimentos e bebidas açucaradas e limitar ao máximo o hábito de beliscar entre as refeições. E o mais importante de todos: visite seu dentista a cada 6 meses!

Veja também: Exercícios Físicos alteram o nosso DNA

Por isso, pessoal, lembrem-se: a cárie é uma doença que pode destruir o dente e está diretamente relacionada aos hábitos e estilo de vida de cada um. Que tal cuidar ainda mais do seu sorriso agora que você já aprendeu melhor sobre a cárie? Prevenir ainda é o melhor remédio!

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Dra. Natália Valarini

Cirurgiã-Dentista graduada em Odontologia pela Universidade Norte do Paraná. Especialista em Ortodontia, Radiologia Odontológica e Mestre em Odontologia. Proprietária do consultório Valarini Orto desde 2011. Tem profunda paixão pela ciência e quer que sua atuação como dentista faça a diferença na vida das pessoas.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários