Último teste para um transplante de cabeça foi feito. E deu certo!

Médico italiano Sergio Canavero afirmou que transplante e reconexão da cabeça com um corpo sem vida funcionou. Próximo passo é "transplante formal"

23/11/2017

O médico italiano e diretor do grupo de neuromodulação avançada de Turim, na Itália, Sergio Canavero, pretende fazer o primeiro transplante de cabeça da história! Sim, de acordo com o britânico The Telegraph, o médico caracterizou um recente teste como o “último passo para um transplante de cabeça formal”. Feito em tratamento com cadáveres, ele afirmou que  o procedimento foi bem-sucedido.

O resultado de ser bem-sucedido revela que a técnica desenvolvida por ele, apesar de muito controversa, pode funcionar.

Professor Sergio Canavero. (AP Photo/Scott Heppell)

O transplante

A realização do transplante precisará de um trabalho delicadíssimo de conexão, envolvendo a espinha, diversos nervos e vasos de sangue, e a expectativa é de ser realizada em 18 horas.

O teste foi realizado pelo doutor Xiaoping Ren, da Harbin Medical University, na China, que já foi responsável por um transplante de cabeça entre macacos.

“Todos disseram que seria impossível. Mas a cirurgia deu certo”, disse Canavero, em um pronunciamento realizado em Viena, na Áustria. De acordo com o médico, uma revista científica explicará detalhadamente o procedimento e também os resultados.

Testes usando transmissão de eletricidade mostraram que as conexões entre nervos, a cabeça e o corpo funcionaram.

Agora, o objetivo do médico é realizar o mesmo procedimento em um paciente vivo, inclusive já selecionado: o russo Valery Spiridonov é o voluntário para o primeiro transplante de cabeça da história. Ele sofre uma doença muscular terminal chamada Síndrome de Werdnig-Hoffman: “Tenho muito interesse em tecnologia e qualquer assunto progressivo que possa mudar a vida das pessoas para melhor”, afirmou Sporidonov.

Fonte: Olhar Digital

Em 2015, o médico Sergio Canavero já havia previsto que o transplante da cabeça de Spiridonov para um corpo que tivesse tido morte cerebral fosse acontecer em 2017. Na verdade, os planos de um transplante de cabeça foram anunciados pelo médico em 2013.

Recomendamos para você:  A Clara acabou de chegar no seu consultório! Ela está com dispneia e precisa de você.

A ideia já foi bastante contestada entre especialistas. Dr. Hunt Batjer, presidente da Associação Americana de Neurocirurgiões, chegou a dizer, no ano passado, que não aceitaria passar por esse procedimento: “Existem muitas coisas piores do que a morte”, afirmou ele.

Apesar dos testes bem-sucedidos de agora,  ainda não há data para o transplante acontecer.

Com informações Revista Super Interessante

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários