Chip anticoncepcional wireless estará disponível para venda em 2018.

A startup MicroCHIPS, parceria da Fundação Bill e Melinda Gates com pesquisadores do MIT, promete chip anticoncepcional wireless para 2018.

23/07/2015

O Chip anticoncepcional wireless é uma realidade e vem para resolver um problema muito comum. Os métodos contraceptivos são largamente utilizados na sociedade atual, mas não tem efetividade garantida.

Estes métodos contraceptivos são os mais diversos. Vão desde a famosa pílula do dia seguinte, a própria pílula anticoncepcional, passando pela tabelinha, o preservativo ou camisinha (que vale lembrar é também um método que evita o contágio de doenças sexualmente transmissíveis), até as intervenções cirúrgicas como a laqueadura e a vasectomia.

O fato que é que você não possui o controle total sobre o ligar e desligar destes métodos, tanto é que gravidez indesejável acontece, e as soluções definitivas para não engravidar não tem volta para todos os casos, como é o caso da laqueadura ou a vasectomia.

E se você tivesse a opção de ligar e desligar este anticoncepcional a hora que você bem entendesse, seria um sonho, não é?  Agora este sonho está virando realidade.

Veja mais: Será o fim para a depressão em menos de 24 horas?

O problema dos anticoncepcionais atuais.

Tomar pílulas todos os dias é um exercício para a memória.

Tomar pílulas todos os dias é um exercício para a memória.

A pílula anticoncepcional é muito utilizada entre as mulheres, principalmente em jovens e adolescentes. Porém, sabe-se que sua eficiência não é 100% e ainda demandam da mulher uma rigidez habitual diária para não esquecer de tomar a pílula nenhum dia.

Além ainda do fato de que nem sempre quando a administração do medicamento é interrompida, é garantia de que a gravidez vem logo em seguida.

O preservativo, por sua vez, além de prevenir a gravidez, também previne contra doenças sexualmente transmissíveis. Mas tem um alto índice de não aderência a prática até pela própria natureza do momento de uso, que não facilita nenhum pouco (nestas horas, o cérebro racional desliga e ninguém pensa nas consequências).

E para os métodos definitivos, não existe um botão “voltar” com segurança. Uma vez feita a cirurgia, a reversão pode ser muito complicada e para muitos casos até impossível.

Mas e se fosse possível ter um botão “liga/desliga” para poder engravidar quando você bem entendesse (exceto para casos de dificuldade de engravidar)? É esta a proposta do chip anticoncepcional wireless.

Recomendamos para você:  Conheça 5 tipos específicos de depressão/ansiedade

Veja também: Campanha Fique Sabendo faz teste rápido de DST’s Gratuito.

O chip anticoncepcional wireless pode durar até 16 anos.

O chip anticoncepcional wireless terá 20x20x7mm e poderá ser implantado nos glúteos, braço ou abdômen de forma a ser imperceptível.

O chip anticoncepcional wireless terá 20x20x7mm e poderá ser implantado nos glúteos, braço ou abdômen de forma a ser imperceptível.

O prometido chip anticoncepcional wireless terá 20x20x7mm e poderá ser implantado nos glúteos, braço ou abdômen, de forma a ser imperceptível para a mulher. Eu digo “mulher” porque ele irá atuar na ovulação feminina.

Este chip é resultado de mais de três anos pesquisas do MIT, renomado instituto de tecnologia americano, em parceria com a fundação Bill e Melinda Gates. A tecnologia já vinha sendo desenvolvida para pacientes com osteoporose e agora será utilizada para o método anticoncepcional.

Ela se baseia em um chip que armazena em um reservatório de 1.5 cm uma quantidade do hormônio Levonorgestrel, já utilizado em outros métodos contraceptivos, o que será suficiente para durar 16 anos.

Através de uma “selagem hermética” de titânio e platina, o chip é capaz de liberar pequenas quantidades do hormônio durante o dia, cerca de 30 microgramas, utilizando de uma pequena corrente elétrica, imperceptível para as mulheres, disparada pela bateria do chip. Desta forma, a dose diária de hormônio está garantida e você nem sentirá que o chip está por lá.

Tudo isso será ajustado por um controle remoto onde você e seu médico poderão controlar as doses, quantidades e a frequência que se deseja tomar, até remotamente, somente apertando um botão.

Para segurança, o chip será criptografado, garantido assim (ou pelo menos tentando) que nenhum hacker poderá entrar em seu sistema (literalmente) e alterar seu chip.

Veja mais: O cenário brasileiro da radioterapia.

Alguns benefícios do chip anticoncepcional.

Esqueça esquecer de tomar a pílula anticoncepcional.

Esqueça “esquecer: de tomar a pílula anticoncepcional.

O chip anticoncepcional wireless promete trazer maior comodidade para as mulheres que utilizam de métodos contraceptivos, uma vez que não será necessário tomar todo dia uma pílula. Basta ter o chip implantado e programado e ele dispará as doses na quantia e horários certos.

Recomendamos para você:  Você fica muito tempo sentado? Sabia que isso pode afetar a sua memória?

Também é promessa do produto o controle, tanto da paciente quanto de seu médico, podendo ser ajustado até remotamente. Quando a decisão de engravidar está tomada, é somente suspender o chip apertando em um botão.

Alguns controles deverão ser tomados como por exemplo o acionamento involuntário que poderia despejar uma dose de hormônio durante a gravidez, mas isso é parte do desenvolvimento, ainda está em fase experimental.

A próxima etapa será abrir para testes em humanos. O programa irá abrir para voluntários ainda neste ano de 2015.

A promessa da empresa é concentrar-se em países de terceiro mundo, onde as mulheres sofrem muito por gravidez indesejada, onde ela ocorre muitas vezes sem que a mulher tenha condições físicas, psicológica ou social para tal, prejudicando assim a sua própria saúde e da criança.

Se utilizado da maneira correta, pode ser um excelente método de controle de natalidade, resolvendo assim um problema social que está presente em todo mundo, mas tem maior incidência em países subdesenvolvidos.

Controle de natalidade: um debate ético

Debate ético: "Pessoas sem condições físicas, psicológicas, sociais ou financeiras devem ser privadas do direito de terem filhos até apresentarem condições? "

Debate ético: “Pessoas sem condições físicas, psicológicas, sociais ou financeiras devem ser privadas do direito de terem filhos até apresentarem condições? “

Porém, toda nova tecnologia tem seus prós e cons., basta ter acompanhado o caso do uber, que é um sistema de agendamento de táxi automático que está tirando o sono dos taxistas.

No caso deste chip, algumas situações novas, que não estamos acostumados a lidar, irão surgir.

Uma delas é que pode ocorrer um aumento nos casos de contaminação por doenças sexualmente transmissíveis, uma vez que um dos motivadores do uso de preservativos é que ele é um método contraceptivo.

Pode ser que com o uso do Chip, as pessoas utilizem menos preservativos pois perdem o medo de engravidar, aumentando assim a incidência destas doenças.

Outro ponto, bem mais grave, é o controle populacional sem consentimento. Poderemos ter um problema sério de abuso de controle e poder se este método for utilizado da maneira errada.

Recomendamos para você:  Páscoa sem culpa: o chocolate faz bem à saúde, principalmente o amargo!

Isto seria o caso se fosse tirada a liberdade de escolha e poder sobre a decisão de engravidar, em benefício de uma indústria que pode ser desenvolvida ao redor desta nova tecnologia, de forma que para ter filhos as pessoas teriam que pagar, de alguma forma.

Para que esta tecnologia seja utilizada da maneira correta, agências regulamentadoras e governos devem agir com muita ciência, bom senso e em prol da humanidade (sem interesses secundários) de forma a garantir a liberdade das pessoas.

O assunto pode ganhar uma maior discussão quando colocamos pessoas sem condições financeiras, físicas, e psicológicas para ter filhos, que é onde está o maior problema hoje: Estas pessoas devem ser privadas do direito de terem filhos até apresentarem condições? Quais seriam estas condições? O comportamento social também é parâmetro de julgamento? Quais comportamentos? ( criminosos, corruptos, etc.) Quem iria regulamentar e atestar tal condição? Isto teria um encargo financeiro?

A evolução é inevitável, os benefícios necessários assim como os cuidados.

As tecnologias podem nos ajudar a poupar tempo e esforço para termos e nos preocuparmos com o que realmente importa.

As tecnologias podem nos ajudar a poupar tempo e esforço para termos e nos preocuparmos com o que realmente importa.

Estas e outras tecnologias virão, isto é fato. O mundo está cada vez mais high-tec e ter mais coisas conectadas é uma tendência, até mesmo ter nosso corpo conectado.

Mas a visão deve ser de que a tecnologia tem que vir para ajudar as pessoas e tornar a nossa vida mais fácil, prática e agradável. As tecnologias podem nos ajudar a poupar tempo e esforço de maneira que nos proverá mais tempo livre para nos preocuparmos com o que realmente importa para cada um.

Todos temos medo de algo que não conhecemos, mas não quer dizer que isso é motivo para afirmarmos que este algo é ruim. A maioria das pessoas têm medo de mudanças, mas existem muitas mudanças para melhor.

Temos que entender muito bem cada nova tecnologia e suas implicações e sempre decidirmos em prol da humanidade e dos direitos de cada ser humano, como indivíduo e como um ser social.

E se neste caso estamos do lado mais fraco da corda, com menos poder, devemos monitorar o andamento das decisões e nos manifestarmos quando necessário.

Qualquer coisa nova tem um lado bom e um ruim. Cabe a nós escolhermos como vamos utilizar esta nova descoberta.

O que você acha do chip anticoncepcional wireless, você usaria ou deixaria sua esposa (ou namorada, filha, irmã, etc.) utilizar? Não esqueça de deixar sua opinião nos comentários.

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

CEO da Rais Saúde e da Connect HealthCare.
Técnico em Alimentos pelo CEFET-PR (99), Engenheiro Eletricista pela UDESC-SC (2009), MBA em Gestão empresarial pela FGV (2013), Trainee e 5 anos de experiência com Gestão de Projetos e Pessoas pela indústria de linha branca (2009-2014). Curioso em programação, blogs e sistemas e tudo que envolva Startups (minha fase atual profissional).

Atleta desde pequeno, apaixonado por basquete (já fui atleta semi-profissional na juventude), por academia e corrida (mas adoro esportes em geral) e música (toco meu violãozinho meia boca).

Também gosto de ciência (de onde viemos e para onde vamos) e neurociência, meditação e sempre curioso sobre como deixar nossa máquina “corpo humano” mais afinada e obter a melhor performance para o nosso dia-a-dia.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários