Novo estudo descobre que níveis de vitamina D podem reduzir risco de parto prematuro

Manter níveis suficientes de vitamina D durante a gravidez está ligado à gravidez saudável!

Um novo estudo usando os dados de GrassrootsHealth contestou que níveis de vitamina D acima de 40 ng/ml estão associados com riscos significativamente reduzidos de parto prematuro.

Por ano, aproximadamente 15 milhões de bebês nascem prematuros (37 semanas de gestação) e mais de um milhão de óbitos infantis resultam de complicações de parto prematuro. Nos EUA, cerca de 12% das mulheres dão a luz à bebês prematuros.Manter níveis suficientes de vitamina D durante a gravidez está ligado à uma gravidez saudável.

Um estudo realizado pelos professores Bruce Hollis e Carole Wagner descobriu que 4.000 UI de vitamina D diariamente levaram a menos complicações da gravidez do que 2.000 UI por dia. O estudo também descobriu que menor pré-parto 25 (OH) D foi significativamente preditivo de parto prematuro.

Apesar do papel da vitamina D durante a gravidez, a vitamina pré-natal média contém apenas 400 UI de vitamina D. Além disso, os céticos ainda questionam a necessidade de níveis de vitamina D acima de 20 ng / ml.

Em uma pesquisa recente, estudiosos pesquisaram a relação entre os níveis de vitamina D e o parto prematuro, em um centro médico urbano que trata uma população grande e diversificada. Eles analisaram dados de 1.064 mulheres. Os partos prematuros ocorreram em 13% dessas mulheres.

Os dados revelaram que as mulheres com níveis de vitamina D de 40 ng/ml ou mais, apresentaram um risco 62% menor de nascimento prematuro em comparação com mulheres com níveis de vitamina D inferiores a 20 ng/ml (p <0,0001).

Após o ajuste das variáveis ​​socioeconômicas, essa relação permaneceu, com níveis de 40 ng/ml ou mais associados com um risco reduzido de 59% de parto prematuro.

E será que a vitamina D só pode desempenhar um papel em um tipo específico de parto prematuro? Os partos prematuros são comumente divididos em duas categorias: espontâneos e indicadas.

Recomendamos para você:  Pode comemorar! Café e chocolate reduzem chance de doenças cardíacas!

Cerca de um quarto dos partos prematuros são indicados, o que significa indução da equipe médica ao parto cedo, muitas vezes por eclampsia ou outras condições médicas graves.

O restante dos partos prematuros, os espontâneos, acontecem quando ocorre o trabalho de parto prematuramente, ou o colo do útero abre prematuramente.

Os pesquisadores descobriram que níveis de vitamina D de 40 ng/ml ou mais estavam associados à reduções similares de nascimentos pré-mães espontâneos e indicados, com 58% e 68% de risco reduzido, respectivamente (p = 0,02, 0,06).

As conclusões deste estudo apoiam o estado recomendado de vitamina D do Conselho de Vitamina D de 40-60 ng/ml para uma ótima saúde.

Fonte: vitamindcouncil.org


Also published on Medium.

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Somos um blog de informações sobre Saúde, Beleza e Vida Saudável. Nosso objetivo é promover informações relevantes em saúde para a população em geral ter uma melhor qualidade de vida. ❤ ❤
Para isso, temos uma produção própria de conteúdo e contamos com parceiros, profissionais de saúde empresas da área, produtoras de conteúdo. Caso você se identifique com nosso propósito, queira se tornar um parceiro do Raislife Blog,  ter um perfil profissional na nossa página e poder divulgar seus conteúdos de forma GRATUITA, entre em contato conosco pelo email contato@raislife.com. Vamos juntos promover saúde e qualidade de vida para todos. ❤ ❤ ❤ ❤

Receba mais saúde por e-mail.