Fechar Anúncio X

O que você sabe sobre Insuficiência Cardíaca?

A Insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome clínica complexa, na qual o coração é incapaz de bombear sangue de forma a atender às necessidades metabólicas tissulares, ou pode fazê-lo somente com elevadas pressões de enchimento. Confira tudo o que você precisa saber sobre esta doença.

29/05/2019

A Insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome clínica complexa, na qual o coração é incapaz de bombear sangue de forma a atender às necessidades metabólicas tissulares, ou pode fazê-lo somente com elevadas pressões de enchimento.

Pode ser causada por alterações estruturais ou funcionais cardíacas – associada fortemente a comorbidades como hipertensão arterial e doença coronariana.

Manifestações clínicas

A IC caracteriza-se por sinais e sintomas típicos, que resultam da redução no débito cardíaco e/ou das elevadas pressões de enchimento no repouso ou no esforço; em última instancia, resultam na sintomatologia clássica de dispneia aos esforços, ortopneia, dispneia paroxística noturna e edema de membros inferiores.

Diagnóstico

Uma história clínica e um exame físico detalhados devem ser feitos em todos os pacientes em busca dos principais sinais e sintomas de IC.

A supeita deve ser comprovada por meio de exames complementares, com destaque para o ecocardiograma que pode evidenciar alterações estruturais, defeitos na contratilidade miocárdica e redução da fração de ejeção do ventrículo esquerdo.

Outros exames como ECG podem evidenciar alterações no sistema de condução, sobrecarga de câmaras e alterações difusas da repolarização ventricular secundário a isquemia relativa pelo processo de estresse da parede miocárdica e dos mecanismos compensatórios.

Além desses, existem biomarcadores estudados em IC, destacando-se os peptídeos natriuréticos BNP e NT-proBNP.

Tratamento

O tratamento baseia-se no conceito de “remodelagem reversa” que consiste na tentativa, através de medicamentos específicos, de reestruturar as fibras miocárdicas na intenção de melhorar a função global do coração e diminuir o processo de fibrose cardíaca.

Para isso, utilizamos medicações que bloqueiam os principais eixos hormonais responsáveis pela remodelação cardíaca: o eixo simpático (com uso de betabloqueadores), o eixo do sistema renina-angiotensina (com uso de IECA ou BRA) e o eixo da aldosterona (com o uso dos antagonistas do mineralocorticoides, no caso, a aldosterona).

Recomendamos para você:  Insuficiência Cardíaca: Mitos da Estabilidade e Hospitalização.

É profissional de saúde e quer aprender sobre doenças na prática?

Acesse: www.paciente360.com.br e aprenda com atendendo pacientes reais! 

Texto publicado originalmente no blog Paciente 360. Direitos autorais reservados a Paciente 360

Segredos para uma vida longa Dr. Victor Sorrentino

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Receba mais saúde por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: