Quem tem útero retrovertido pode engravidar?

Existem várias condições ginecológicas que podem postergar o sonho da gravidez. Será que o útero retrovertido é uma delas?

Photo by freestocks.org on Unsplash

O útero retrovertido nada mais é do que o útero voltado para a região da lombar e do reto quando, em condições normais, ele deveria estar voltado para o abdômen. A reversão uterina pode ser dividida em móvel, quando pode mudar de posição devido a um outro fator, ou fixa, quando não muda de posição.

Ao receberem o diagnóstico positivo do útero virado, muitas mulheres se questionam se poderão ter filhos no futuro. Você é uma delas? Então, confira este artigo!

Será que eu posso engravidar com útero invertido?

A resposta é: sim! O útero retrovertido não é uma condição que atrapalha a saúde ou fertilidade da mulher, logo, ela pode engravidar tanto de maneira natural quanto por meio da reprodução assistida. Inclusive, o parto pode ser normal, pois o útero vai assumindo a posição ideal para o nascimento com o passar da gestação. No entanto, é importante consultar a viabilidade do parto normal com um ginecologista para ter certeza de que esta é a melhor opção para a mãe e bebê.

Apesar de ser possível engravidar com o útero virado, a mulher deve estar ciente que esta gestação não será fácil. Isso porque, ela sentirá as mudanças normais que toda a gestante sente com o agravante dos sintomas da reversão uterina, podendo causar um desconforto maior. Alguns dos sinais de útero invertido que podem aparecer durante uma gestação são:

• Dor na região pélvica;
• Cólicas menstruais muito fortes;
• Dor durante as relações sexuais;
• Infecção ou incontinência urinária;
• Dor durante a evacuação ou micção;
• Dor durante ou após o período menstrual;
• Desconforto nas costas e na coluna lombar.

Outro fator que pode dificultar a gravidez é a presença da endometriose. Em muitos casos, essa doença crônica é a causa subjacente do útero invertido. Portanto, a paciente pode ter ainda mais trabalho para conseguir a gestação.

Como tratar o útero retrovertido?

O tratamento do útero retrovertido pode variar bastante. Quando a paciente não apresenta nenhum sintoma, por exemplo, não é necessário procurar uma medida terapêutica.

Recomendamos para você:  Você se previne de infecções?

Por outro lado, quando a mulher tem um ou mais dos sintomas listados acima o ginecologista pode prescrever medicamentos com hormônios para regular a menstruação. Também é possível que o especialista recomende alguns exercícios específicos para fortalecer os ligamentos do útero.

Caso a paciente desenvolva o útero invertido durante a gestação o tratamento mais utilizado é o cirúrgico. A cirurgia para reposicionar o útero é uma alternativa indicada para casos específicos, sendo assim, caso você seja diagnosticada com o útero virado é fundamental conversar com o ginecologista para saber qual é o tratamento mais adequado.

O útero retrovertido pode acontecer por diversas causas, desde herança genética até problemas no desenvolvimento do útero durante a adolescência. Por isso, é difícil prevenir o seu surgimento. O que a mulher pode fazer é visitar um ginecologista de confiança anualmente para diagnosticar a condição quanto antes e saber como proceder caso o teste de gravidez dê positivo.

Comentários

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

Sou estudante de Jornalismo e amante de Marketing Digital, atualmente exerço minha primeira função na área como Link Builder na agência SEO Marketing.

Receba mais saúde por e-mail.