Você sabia? Alguns hábitos são tão prejudiciais à saúde quanto fumar!

Solidão, dietas gordurosas e tempo demais na cadeira. A ciência tem provas de que, para seu corpo, tudo isso pode ser tão nocivo quanto o cigarro..

De acordo com dados de 2015, o total de pessoas que fumam diariamente está na casa de 1 bilhão. Sim, 1 bilhão. Isso significa que um em cada quatro homens, e uma a cada 20 mulheres sofrem com o vício em cigarro.

Esse alto número ajuda a escancarar a letalidade do cigarro: a estimativa é que esse hábito seja responsável por uma em cada dez mortes no mundo, tirando 7 milhões de vidas anualmente. No Brasil, com 18 milhões de fumantes, o fumo faz 156 mil vítimas todos os anos.

Todos sabemos que fumar faz mal à saúde, né? Isso não é novidade… Na literatura científica, porém, outros hábitos nada saudáveis já foram apontados como tão nocivos quanto o cigarro. Alguns dele, são óbvios, outros, nem tanto.

Listamos alguns exemplos. Confira:

Vida eremita

É isso mesmo… Tom Jobim já havia cantado a bola de que é impossível ser feliz sozinho, não é? Pesquisadores norte-americanos avaliaram dados sobre estilo de vida e saúde de mais de 3 milhões de pessoas. Os resultados mostraram que viver isolado do mundo aumenta em até 32% o risco de morrer prematuramente. Então essa história de que quem fica sozinho é mais feliz, não cola!

Sedentarismo

Isso não é novidade que faz mal, não é? Bom, só que trabalhar sentado dá mais barriga do que você imagina. Mas os problemas não param por aí. Quem passa o dia todo na cadeira, sem nem se levantar algumas mínimas vezes, pode ter saúde digna de fumante.

Sim! A cada duas horas a mais sentado, os risco de desenvolver tipos variados de câncer, como o do endométrio e do pulmão, só aumentam.

Comer mal

Para mulheres grávidas, comer junk food no período de gestação pode fazer tão mal ao bebê quanto o uso do cigarro. Mas dietas gordurosas ou açucaradas demais não atingem só as mães não.

Recomendamos para você:  Álcool causa quase um terço das mortes por câncer de fígado, diz estudo!

Uma pesquisa realizada em 2016 mostrou que abusar daquele delicioso combo de hambúrguer + batatinha frita oferece mais riscos a saúde que fatores de risco como álcool, drogas, sexo sem proteção e tabaco combinados…

Dormir pouco (ou muito)

De acordo com um levantamento da OMS (Organização Mundial de Saúde) realizado em 2015: dormir mal aumenta e muito o risco de doenças cardiovasculares em um ritmo que só o vício em cigarro é capaz de fazer.

E um estudo da Universidade de Sydney, na Austrália, mostrou que ficar muito na cama também pode fazer mal, pois dobram as chances de desenvolver problemas como diabetes tipo 2, doenças cardíacas e obesidade…

Da cor do verão

Sabe aquele bronzeado bonito, que as mulheres adoram? Pois é, as famosas sessões de bronzeamento são verdadeiras vilãs da saúde. Segundo um estudo de 2014, sessões de bronzeamento são responsáveis por mais casos de câncer de pele do que o número de cânceres de pulmão causados pelo cigarro. Sim, acredite.

Só um cigarrinho?

Uma campanha de 2013 produzida pelo Inca (Instituto Nacional de Câncer) com base em dados da OMS afirmou que uma sessão de narguilé equivale a uma exposição a materiais tóxicos de 100 cigarros.

E o problemático uso recreativo do cigarro apareceu também em outro estudo, feito neste ano na Universidade do Estado de Ohio, nos EUA. Fumar socialmente, ou aos fins de semana, por exemplo, se mostrou tão nocivo à saúde quanto a dependência diária.

Então aquela conversinha de fumar “apenas socialmente”, não cola para seu corpo.

Com informações Revista Super Interessante

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

NOSSA MISSÃO:
Ser um sistema global de armazenamento de informações de saúde on-line, colaborativo, contemplando multifunções e cruzamento de dados, proporcionando o bem estar do ser humano através da segurança do histórico de saúde.

NOSSA VISÃO:
Tornar-se o sistema mundial de referência da informação da área da saúde até 2022, gerando dados relevantes e importantes para o ser humano.

NOSSOS VALORES:
Respeito, Igualdade, Confiança, Ética, Segurança, Qualidade de vida.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários