Ganhar Músculos, é possível só com o poder da mente?

Sentar, concentrar e ficar forte... será que dá?

14/01/2015

Ganhar Músculos, é possível só com o poder da mente? Sentar, concentrar e ficar forte... será que dá?

O ser humano parece sempre tentar a lei do menor esforço, até para ganhar músculos. Você quer ficar rico, mas ganhando na loteria, você quer ficar magro, mas comendo tudo que vê pela frente e você quer ficar forte ou sarada/sarado, mas sentado na cadeira de preferência conversando com as amigas ou tomando uma cerveja gelada.

Mágica não existe! Mas um estudo recente mostra algo promissor: Simular mentalmente que você está se exercitando potencializa os ganhos de músculos. Será então que ganhar músculos sentado é realmente possível?

Veja Também:

O poder da mente e a possibilidade de ganhar músculos

Um estudo da Universidade de Ohio nos Estado Unidos mostrou que ficar sentado, pensando que está se exercitando pode alterar significativamente a musculatura comparado com que nem pensa em exercício. Veja, você ainda tem o esforço de pensar, nada é de graça.

A conexão entre a mente e o corpo sempre foi algo de discussões, muitas vezes filosóficas e este estudo mostra que ela pode existir. No estudo, 29 voluntários tiveram seus punhos imobilizados durante 1 mês e divididos em dois grupos.

Um grupo passava 11 minutos por dia, 5 dias por semana concentrado pensando que estava exercitando seus punhos enquanto o outro grupo nem se preocupava com isso.

Recomendamos para você:  Colesterol alto?

Quando os punhos foram liberados depois de 1 mês o resultado foi surpreendente: Aqueles que pensaram estar se exercitando tiveram a musculatura do pulso 2 vezes mais forte do que quem não pensou sobre o assunto.

Outros estudos já mostraram resultados semelhantes como o da Universidade de Washington que mostrou que o cérebro ativa as mesmas áreas quando se pensa sobre o exercício que quando se está executando realmente a atividade.

Mas a mente faz tudo sozinha?

Claro que não. Vou te dar um exemplo bem famoso: Steve Jobs, o gênio da Apple criador do iPhone e tantos outros produtos sensacionais. Ele pensava que não tinha câncer, negligenciava os tratamentos porque achava que estava curado mentalmente da doença e o que aconteceu? Morreu de câncer no pâncreas.

Não podemos negligenciar os tratamentos das enfermidades como câncer, depressão e tantas outras. Mas estudos mostram que o pensamento positivo e a concentração/meditação podem ter um papel muito importante na recuperação dessas doenças, como um aliado de alto nível.

Veja Também:

Pensando em práticas preventivas, vale a pena praticar meditação e olhar para o seu corpo de uma maneira mais espiritual, imaginando que você está sadio e viverá muito. Dessa forma o cérebro pode ajudar seu organismo a se defender de enfermidades.

Para ganhar músculos, vale você acreditar que irá conseguir e durante os exercícios se concentrar mais, imaginando o músculo se desenvolvendo, diminuir o bate papo durante e treino e suar muito.

Recomendamos para você:  Tratamento que cura câncer em 96% dos ratos será testado em humanos

Com certeza esta técnica de concentração, aliada a um treino regrado, irá potencializar seus resultados e fazer você ficar com o corpo fitness e saudável.

Consultas:

Para Você

As informações aqui fornecidas, não devem substituir o aconselhamento médico ou de qualquer outro profissional qualificado. Elas são de responsabilidade do seu autor e não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento de seu médico ou profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos. Não interrompa o tratamento e/ou indicações médicas.

CEO da Rais Saúde e da Connect HealthCare.
Técnico em Alimentos pelo CEFET-PR (99), Engenheiro Eletricista pela UDESC-SC (2009), MBA em Gestão empresarial pela FGV (2013), Trainee e 5 anos de experiência com Gestão de Projetos e Pessoas pela indústria de linha branca (2009-2014). Curioso em programação, blogs e sistemas e tudo que envolva Startups (minha fase atual profissional).

Atleta desde pequeno, apaixonado por basquete (já fui atleta semi-profissional na juventude), por academia e corrida (mas adoro esportes em geral) e música (toco meu violãozinho meia boca).

Também gosto de ciência (de onde viemos e para onde vamos) e neurociência, meditação e sempre curioso sobre como deixar nossa máquina “corpo humano” mais afinada e obter a melhor performance para o nosso dia-a-dia.

Ajude a Rais!

Contribua para que possamos continuar a promover uma vida saudável para cada vez mais pessoas.

Receba mais saúde por e-mail.

Comentários